Rascunhos da Vida: Reverberação. - Portal MPA

Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Reverberação.

Postado em 30/10/2021 6:00

O estudo da Física é algo complexo, existem conceitos que são interdependentes e que só podem ser conhecidos e compreendidos quando o anterior foi assimilado. Por isso muitos odeiam a Física. Pois os cálculos são dependentes de conhecimentos previamente adquiridos e muitas das informações uma sequência inseparável.

Salmo 81

Retirado do site: https://www.pexels.com/pt-br/foto/adulto-anonimo-banda-faixa-5650705/

A Banda Refúgio era convidada para tocar em várias igrejas e eventos. A grande maioria das vezes nós bancávamos a própria ida, a manutenção dos equipamentos e os gastos com alimentação. Em cada local encontrávamos situações diferentes. Locais grandes, pequenos, com boa acústica, com falta de acústica. E locais onde havia uma reverberação muito grande do som no ambiente.

Ninguém usou os cálculos da física para ver quanto poderíamos amplificar nosso som a fim de que ele não reverberasse nas paredes. Mas com o passar do tempo aprendemos qual o limite de ampliação poderíamos aplicar num ambiente vazio, para que na hora do louvor o som ficasse perfeito com o preenchimento do espaço com as pessoas que impediriam o efeito de vai e vem do som no local.

Segundo a física reverberação é o ato ou efeito da persistência de um som num recinto limitado, mesmo após ter cessado a emissão do som por uma fonte. Ou seja, o som transforma o local numa caixa de eco infinito, esse excesso de som causa um mal-estar em qualquer pessoa, e faz com que num momento de adoração seja quase impossível adorar ao Motivo do nosso Louvor.

O salmista diz “fazei soar o adufe, a suave harpa e o saltério”. O contexto fala do abandono do povo ao grande amor de Deus. Fala de como o Senhor é grande, maravilhoso e não abandona suas promessas. Mas ressalta que o povo se desviou, deixou de ouvir sua voz e que por isso foi permitido que andasse segundo sua própria vontade.

A voz do Grande Eu Sou reverbera por todos os lugares dizendo: “Eu sou o Teu Deus, eu te remi, sim eu te busquei e te consolarei”. No entanto no reverbério do som da voz do Rei Eterno não há apenas uma mensagem, mas também ressoa a mensagem da obediência por amor. Para que Deus ouça nossa voz é necessário clamar pelo perdão, pois ele está sempre disposto a perdoar, e sua mensagem de amor não pode ser impedida de ir e não voltar vazia.

Pense nisso, mesmo nos momentos de luta, mesmo diante das dores, mesmo no contexto atual, Deus lhe convida a confiar nele, a depositar nele sua fé, e seus cuidados. Clame ao Senhor e Ele lhe ouvirá. Atente ao seu conselho e volte-se para ele, pois a mensagem estará ecoando até que seu filho amado volte para nos buscar.

Um grande e forte abraço!
Nos fraternos laços do amor de Cristo!

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que ouve o reverberar da voz do Altíssimo, que está a disponível a todo que ouvir.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade