Rascunhos da Vida: Pão da Beirada - Portal MPA

Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Pão da Beirada

Postado em 05/11/2021 6:00

Tem coisas que eu acredito só acontecem na minha casa. Outras eu me deparo acontecendo em inúmeras outras casas igualzinho na minha.

Romanos 14

Retirado do site: https://www.freeimages.com/pt/photo/eating-a-bread-with-peanutbutt-1508285

A minha mente é mente de gordinho mesmo tendo perdido muito peso após minha cirurgia bariátrica. Vou a um restaurante quero comer de tudo, mesmo não conseguindo, vou ao supermercado compro sempre mais do que necessário para fazer uma receita (especialmente se estiver com fome). Chegando a minha casa após as compras, coloco cada coisa em seu devido lugar, não consigo deixar para depois, pois um dos meus “tiques” é não deixar coisas compradas espalhadas pela casa.

Produtos de limpeza no seu devido lugar, gêneros alimentícios em cada lugar específico, “embondos” escondidos dentro de uma caixa (todo mundo sabe o segredo, mas continuo guardando lá), pão de forma na geladeira. O pão de forma (pelo menos lá em casa) é comido da segunda ou terceira fatia para frente. Todo mundo deixa o pão da beirada de lado. Ele é desprezível, desprezado, abandonado, ignorado.

Exceto por mim, pois adoro o pão da beirada, pois para usá-lo é preciso colocar mais uma fatia para fazer um misto. Isso mesmo, ao invés de duas fatias de pão de forma, o pão da beirada me obriga a por três. Uma fatia de cada ponta, e mais uma para dar volume.

Paulo escreve de uma forma muito atual ao escrever aos irmãos da cidade de Roma, é como se ele estivesse vivendo os problemas da nossa realidade. É como se ele conhecesse todos os nossos dilemas da atualidade, e vivenciasse o desprezo que muitas pessoas sofrem por terem opiniões diferentes sobre procedimentos que não há uma posição final.

Por exemplo: Jesus é o Filho do Deus Vivo, sendo Deus e homem, isso é aceitável por todos cristãos (excetuando-se os unicistas). Mas quando falamos sobre alma, sobre espírito, temos aqueles que são dicotomistas e aqueles que são tricotomistas, e às vezes desprezamos a pessoa por sua opinião. Existem aqueles que creem na existência de um “Milênio”, aqueles que não creem num “Milênio” real, e às vezes competimos por coisas tão banais.

Mas Paulo diz: Quem somos nós para julgar? Não sabeis que todos havemos de comparecer diante do tribunal de Deus? Não cabe a nós julgar nosso irmão, ou tentar competir com Ele, devemos sim, viver justa e piamente, buscando a paz e a edificação mútua. Pequenos pormenores não tem poder de salvação, a salvação encontra-se tão somente no sangue de Cristo e no seu sacrifício vicário por nós.

Portanto valorize seu irmão, louve a Deus por sua existência, caminhe com ele, e vivam para a glória do Senhor. Pois para Deus não existe “Pão da Beirada”, nem desprezados, nem privilegiados, só existem aqueles que foram eleitos por Ele, chamados para a Salvação em Cristo Jesus.

Um grande abraço!
Nos fraternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que mesmo achando-se um “Pão da Beirada” tem grande valor para Deus.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade