Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Onda PET!

Postado em 15/03/2021 6:00

Hoje vivemos um momento onde as pessoas estão amando mais seus bichinhos de estimação (sabe que estimação não é propriedade, é uma predileção ou estima projetada sobre alguém de grande valor) do que as pessoas. É possível ver pessoas se importando com um cãozinho abandonado, mas desprezando um morador de rua.

Colossenses 3.17-25

Retirado de arquivo pessoal.

Cheguei em minha casa e o Théobaldo (meu cãozinho Théo) estava emburrado na sua casinha, olhando para o chão, eu mexi com ele, ele nem levantou a cabeça. Entrei em casa, e lá estava ele, quietinho dentro da casinha. Procurei a Sílvia e perguntei o que tinha acontecido com ele, pois geralmente ele anda atrás dela o tempo todo, ou atrás de mim para ganhar um petisco.

Advertisement

A Sílvia me contou que ele estava emburrado porque havia feito algo errado e ela chamou a atenção dele, então ele foi para a casinha e ficou lá quietinho, com a cabeça para baixo. Eu sei de uma coisa, cachorro não tem espírito, mas com certeza deve ter alma (afirmação minha), pois ficam magoados, choram, se alegram, demonstram carinho, fazem coisas erradas para chamar a atenção, desprezam as pessoas, amam algumas e odeiam outras. Chamei-o novamente e ofereci um petisco (mesmo dentro da casinha), após alguns minutos ele entrou em casa jogando um brinquedo feito de corda que eu mesmo fiz para Ele. Tudo voltou ao normal.

O apóstolo Paulo escrevendo aos irmãos de Colossos diz: Tudo que fizerdes, fazei-o de coração, como ao Senhor, e não aos homens… Pois quem faz injustiça, receberá a paga da injustiça que fez; e não há acepção de pessoas. Ele não estava querendo que você cometa injustiça, mas estava instruindo para amemos de verdade não esperando nada em troca. Para que pratiquemos atos de bondade e justiça mesmo para aqueles que nos agridem. Para que nos importemos com as mazelas dos outros mesmo estando passando por dificuldades.

Ao nosso redor existem muitas pessoas passando por problemas além do imaginável, estas pessoas estão sofrendo, essas pessoas estão esquecidas, cabisbaixas, acuadas, presas em seu mundo interior. Qual deve ser nossa atitude? Se Deus não faz acepção de pessoas no julgamento, também não o faz no tratar com sua criação, portanto cabe a nós auxiliar aqueles que conosco estão. Cabe a nós servir a Deus pelo amor, demonstrando amor, com zelo cuidando para refletir o amor do Pai. Com alegria, levando outros a se alegrar na presença do Altíssimo.

Pense nisso, você deve sim cuidar dos animaizinhos (especialmente os de grande estima) mas não deve se esquecer dos necessitados e miseráveis (porque miséria nem sempre é material) que estão ao nosso redor, pois eles também precisam do grande amor de Deus.

Um grande e forte abraço!
Nos eternos laços do amor de Cristo!

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que reconhece os problemas dos homens e dos PETs também.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!