Rascunhos da vida: Meu irmão caçula apanhou pouco. - Portal MPA

Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da vida: Meu irmão caçula apanhou pouco.

Postado em 07/12/2021 6:00

Você é filho único ou tem um irmão mais novo? Você é o mais velho e tem a responsabilidade sobre os seus ombros? Eu sou o mais velho de quatro irmãos e sempre achei que o meu irmão caçula apanhou pouco.

Provérbios 9.7-11

Retirado do site: https://www.freeimages.com/pt/photo/dress-belt-1547050

O cinto da mamãe ficava sempre a postos, quando fazíamos algo errado com certeza nossa almofadinha natural ficaria com marcas de lembrança. Eu e o Deco sempre erámos castigados por nossos erros e até mesmo quando não errávamos, mas recebíamos a culpa. A Tia Vitalina sempre nos culpava de bater na janela dela e sair correndo, mas nem sempre erámos a dupla dinâmica que fazia isso. Mesmo assim a correia quebrava o silêncio do ar.

Eu tinha uma técnica para apanhar pouco, o Deco tentava fugir, e o Leo resistia firmemente sem nem uma lágrima nos olhos (o que fazia com que Ele apanhasse mais). Sempre reclamávamos que o Douglas não apanhava. Parecia que a mamãe puxava “sardinha” para ele. Ele sempre estava certo, nunca experimentava o poder do cinto de mamãe Salete.

Um dia destes comentava com ele e o João Victor que o Douglas sempre foi protegido da mamãe. Então ele disse: “Nada disso, eu sou apenas observador. Eu via vocês apanhando por causa das coisas que faziam então eu não fazia o mesmo. Fazia sempre diferente”. Então pensei comigo, ele realmente estava certo. Por que apanhar por algo que sabia que seria castigado.

O nosso Deus é um Pai zeloso, amoroso, mas também justo. Ele deixou-nos sua Palavra como parâmetro para basearmos nossos atos. Nela vemos o que podemos e o que não podemos fazer. O que é passível de punição e o que é considerado motivo de louvor ao nome de Deus.

Advertisement

Então porque errar cometendo as falhas que são passíveis de punição? Qual o motivo de nos envolvermos no erro? O motivo é a corrupção do gênero humano. Somos corrompidos pelo pecado e sempre desejosos de praticar o que é mau aos olhos de Deus.

Como podemos evitar o pecado? Aproximando-nos de Cristo através de sua Palavra, através da oração e sempre sendo vigilantes aos nossos atos. O exemplo está nas Escrituras, então cabe a nós apenas observá-lo. Como o Douglas observou o erro dos irmãos e não fez as mesmas coisas, devemos olhar a palavra de Deus e os exemplos nela citados para que não sejamos punidos pelos mesmos erros. Pense nisso, e busque praticar os atos de justiça de Deus.

Um grande e forte abraço!
Nossos fraternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que como o Douglas hoje olha os exemplos para não ser punido.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade