Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Incapaz de suportar

Postado em 29/03/2020 6:00

Eu era menino fiz algo que desagradável e eu sabia que receberia uma punição severa por isso.

Lucas 9.23-27

Retirado do Site: https://pt.freeimages.com/photo/traveller-resting-1348589

Era um sábado, então resolvi fugir. Peguei uma blusa amarrei a parte de baixo, as duas mangas uma na outra, fiz uma “sacolona”.

Coloquei uma cueca, umas três camisas, uns dois shorts, uma calça, uma cobertinha, um pedaço de isopor (serviria como travesseiro), um pacote de bolacha, uma garrafa água, um facão cheio de dentes, uma caixa de fósforos e uma vara de pescar.

E “sumi no mundo”. Quando cheguei na “Volta da Lagoa” (uns 2km de casa) o pacote de bolacha estava com menos da metade. Resolvi então parar para pescar.

Peguei várias piabas, nenhuma traíra. Fui limpar as piabas com o facão (nunca fiz algo tão difícil), gastei uns dez palitos de fósforos para acender uma pequena fogueira, fiz uns espetinhos de bambu verde e assei as piabas.

Fui comer, pois já era tarde. Faltou sal, os restos das bolachas estavam acabando, os “borrachudos” já tinham feito a festa comigo. Repensei a minha fuga e resolvi voltar.

Cheguei em casa umas quatro horas da tarde. Minha mãe estava preocupada. Onde eu fui? Porque eu não levei o “Déco” comigo? Porque não avisei onde ia?

Então falei que fui pescar e a desculpa para não levar é que ele não tinha acordado e minha mãe estava numa reunião na escola por isso não avisei.

Aproveitei e contei o que tinha feito de errado. Ela me deu um castigo mas não me bateu. Talvez estivesse aliviada por ter me encontrado novamente.

Levar a cruz era parte da punição Romana, o trajeto até o Golgata fazia o condenado refletir. A punição era certa, o castigo geraria morte, mas a morte não libertária.

Jesus estava dizendo devemos analisar nossa vida todos os dias ao levar nossa cruz, mas quando chegarmos ao Golgata devemos entregar à cruz àquele que é capaz de suportar os cravos e o peso do pecado por nós.

Levar a cruz é uma forma de analisar nossa incapacidade de salvar-nos por nossas obras e merecimentos. Somente Jesus pode suportar a cruz por nós.

Pense nisso. Não podemos fugir do julgamento de Deus, mas podemos ter em Cristo alguém que suporte a cruz, a vergonha e o pecado por nós.

Um grande abraço!
Nos eternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo incapaz de suportar a cruz sem Cristo Jesus.

Veja também
<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Fonseca Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!