Rascunhos da Vida: Errei no que me foi delegado - Portal MPA

Publicidade

Rascunhos da Vida: Errei no que me foi delegado

Postado em 01/02/2020 6:00

Todos nós falhamos em nossa vida, seja no executar tarefas, e delegar tarefas, no cumprir ou criar leis, ao agir, no pensar, ao falar, nas omissões.

Lucas 7.1-10

“Faça ou não faça. Tentativa não existe.” Mestre Yoda (Um personagem de Star Wars).

Retirado do Site: https://pt.freeimages.com/photo/terracotta-army-1223701

Muitas vezes me tornei líder de grupos de trabalho e representante de turma quando era estudante. Não era algo que eu gostava, mas meus professores e meus amigos viam em mim algum tipo de autoridade.

Sempre tive dificuldade em delegar tarefas e cobrar o cumprimento delas. Distribuir tarefas é fácil, cobrar sua execução nem sempre o é.

Sempre pensei que o bom desenvolvimento de qualquer projeto depende da minha capacidade em cumprir o que me foi atribuído.

Ou seja se tudo der certo tenho uma parcela de contribuição no êxito, se der errado também tenho uma parcela significativa no resultado final.

A palavra grega usada pelo centurião é “eksousia” cujos significados são privilégio, força, competência, capacidade, liberdade, domínio, influência, direito, jurisdição, autoridade.

Essa palavra tem força motriz, dínamo, energia. Ele estava dizendo: “tenho sobre mim liberdade que gera força com capacidade de influência”, ele estava demonstrando que o poder que ele tinha estava em influenciar aqueles que estavam juntos a ele.

Essa influência leva a execução das tarefas sem a necessidade de cobranças. Esse soldado percebeu em Jesus essa influência que transforma o querer.

Essa é a vontade de Deus para nós, que executemos os seus ensinos sem que alguém nos cobre, mas que façamos porque Jesus nos influenciou a fazer o que Ele deseja que façamos.

O que Cristo deseja que você faça? Não existem opções intermediárias. Ou fazemos a vontade de Deus ou não fazemos. Ao fazer podemos até errar, mas fizemos. Pense nisso.

Um grande abraço!
Nos fraternais laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que decidiu fazer, mesmo às vezes errando na execução das tarefas delegadas.