Rascunhos da Vida: Em seus passos ou nos... - Portal MPA

Publicidade

Rascunhos da Vida: Em seus passos ou nos…

Postado em 09/02/2022 6:00

Você já se colocou como modelo para algo? Já se tornou o exemplo, o referencial para a solução de alguma coisa ou problema? Eu já tentei fiz isso inúmeras vezes.

I Coríntios 11.1

Retirado do Site: https://www.pexels.com/pt-br/foto/pegadas-no-deserto-durante-o-dia-65562/

Quando menino era o exemplo para meus irmãos, exemplo de estudo, em atitudes, na persistência, no caráter aprendido com meus pais, nas brincadeiras, na bagunça e na fuga da correção. O tempo foi passando e tornei-me mais responsável e com isso referencial para os juniores da igreja onde frequentava, ao ponto de poder ser um dos seus conselheiros.

Nesta época li um livro muito, muito bom “Em meus passos o que Jesus faria?”. É um livro antigo, com mais de cem anos, e que foi traduzido e adaptado para o português (mas não adaptado para nossa realidade). Esse livro tenta nos remeter seguinte pergunta: que atitudes Jesus tomaria se estivesse em nossas situações diárias?

É um livro maravilhoso, mas eu sempre questionei o livro, pois achava muita presunção tentar colocar Jesus nos meus passos. Quando na verdade as Sagradas Letras traçam a vida de Cristo como o Caminho no qual eu devo me adequar. Jesus é o modelo, nós precisamos segui-lo e não o contrário. Cristo é o exemplo, eu preciso me ajustar ao Seu padrão, e não analisar os meus atos a como Ele procederia.

Jesus nunca iria a um prostíbulo com intenção de prostituir-se. Então ele não teria a atitude de sair de lá. Mas Ele com certeza não iria àquele local. No entanto Jesus verdadeiramente iria a um prostíbulo com a intenção de apregoar as boas novas de salvação aos corações atribulados. Eu iria a um prostíbulo com a mesma intenção?

Jesus nunca iria a um baile da “pesada” com a intenção de usar drogas, ter relações sexuais, ou mesmo se embebedar até cair. Então ele não teria a atitude de escolher sair daquele local. Jesus realmente iria a um “bailão” se fosse necessário levar a mensagem redentora àquele que está com o coração sangrando. Mas eu, realmente, eu iria com esse intuito ou por mera curiosidade?

Sempre achei (conforme o meu pensar) que o título do livro seria melhor se fosse “Nos passos de Cristo até onde eu iria?”. Não quero na minha presunção mudar o título daquele livro, mas às vezes queremos justificar nossas falhas analisando Jesus pelo nosso prisma, quando na verdade precisamos apenas analisar os atos Dele e nos encaixarmos em Seu exemplo.

Pense nisso, e antes de tomar qualquer atitude diga “aonde Jesus iria e qual a sua intenção em fazê-lo?”, pois com certeza a intenção da atitude irá reger seu coração. Sempre Jesus é o modelo e não eu.

Um grande e forte abraço!
Nos eternos laços do amor de Cristo!

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que diz “nos passos de Jesus o que eu faria”?