Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: É preciso chorar…

Postado em 22/06/2021 6:00

A vida não é feita apenas se sorrir. É feita também de chorar, entristecer, prantear. É claro que para superar qualquer situação é preciso encontrar um sentido mesmo diante do sofrer.

Eclesiastes 7.3

Retirado do site: https://www.pexels.com/pt-br/foto/pessoa-com-capuz-preto-sentada-no-banco-do-trem-362948/

Na verdade existem dois tipos de choro e algumas categorias. Existe o choro de tristeza e o de alegria. Eu já experimentei e experimento os dois constantemente. Choro de alegria ao falar de meus dois filhos, da caçulinha ao primogênito. Rolam-me as lágrimas quando presencio situações constrangedoras até onde não deveriam acontecer. O choro é alegre quando vejo, escuto ou presencio testemunhos de superação e vitória. As lágrimas percorrem um caminho já traçado em minha face quando sei de pessoas queridas que morreram ou estão passando por situações de difícil solução.

Advertisement

Independentemente se as lágrimas são de alegria ou dor, o importante é encontrar um sentido naquilo que está acontecendo. Sim, o importante é encontrar um propósito maior para superar o momento que você está vivendo. Entenda que não podemos mudar as situações passadas, sejam elas boas ou ruins, mas podemos mudar nossa atitude presente visando um novo futuro ou uma certeza futura.

O autor de Eclesiastes usa duas palavras para o mesmo sentimento kaʿas ou rōaʿ ambas significam maldade, tristeza, angústia, inquietação, arrependimento, pranto, mágoa, dor, fúria, indignação. No entanto cada uma expressa uma forma de agir diante do sofrimento e da dor.

A primeira (kaʿas) diz do arrependimento quebrantado em relação ao deboche escancarado. Significa que o coração arrependido não quer continuar na situação onde se encontra e por isso encontra um motivo para superar a dor e prossegue seu caminhar em busca de uma vida plena. É um não viver de aparências, mas sofrer quando necessário, não permitindo que isso crie lastros em nossa vida.

A segunda (rōaʿ) fala de uma pessoa que reflete em seus atos e repensa sua angústia buscando uma solução para suas mazelas atuais. É a atitude de um coração reflexivo que busca uma mudança no pensamento e nas atitudes. Uma pessoa que com tristeza que percebe suas atitudes inadequadas e ruins então busca a face do Senhor a fim de resolver sua situação. Pranteia sim por seus atos maus, mas não se prende a eles, pelo contrário muda por completo seu agir.

Pense comigo, o choro só tem motivo de existência se ele me permitir libertação e crescimento. Se ele me acorrenta e impede-me de crescer, com certeza eu não encontrei um propósito ou um sentido para viver neste mundo apesar do sofrimento. Como diz meu amigo São Paulo “sabemos que todas as coisas cooperam para o bem dos que amam a Deus, daqueles que foram chamados segundo seu propósito” (Romanos 8.28). Então chore e liberte-se, procure refletir sobre seus atos e encontre um motivo para viver nesta terra a fim de glorificar a Deus em toda situação.

Um grande e forte abraço!
Nos eternos e fraternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que chora de alegria e dor, e encontrou o sentido de viver.
Obs.: Há alguns dias não consegui enviar a mensagem, meu computador travou, chorei por isso.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!