Rascunhos da Vida: Distância numa trilha - Portal MPA

Publicidade

Rascunhos da Vida: Distância numa trilha

Postado em 09/12/2021 6:00

Você gosta de ouvir as pessoas mais velhas que você? Elas possuem experiências de vida maravilhosas, alguns chamam de histórias, eu chamo de gotas de vida.

Jó 32.1-10

Retirado do site: https://www.freeimages.com/pt/photo/wooded-path-1315227

Uma coisa que geralmente me agrada demais é poder assentar com pessoas mais velhas e ouvir o gotejar da sabedoria adquirida ao longo dos anos. Desde menino tenho aprendido a ouvi-los mesmo que as histórias, os causos, as receitas sejam as mesmas, pois de certa maneira nossa mente lembra aquilo que nos marca.

Escutando o vô Benevides aprendi que numa “picada de mata” eu devo ficar a mais de cinco metros um do outro, pois se o da frente cair num buraco terei como salvar-me e quem sabe a ele. Se no seu “passo” ele alertar uma cobra ou outro animal na beira do caminho terei tempo de desviar dele ao observar o som que se faz no “agitar o mato”.

Escutando o vô Eurivaldo aprendi que nunca se deve andar no telhado pisando no reverso da telha, mas sempre na curva de cima, e sempre sobre os travessões. Isso evita que a telha se quebre, e que eu caia do telhado. Com Tio Tõe aprendi os rudimentos a eletrônica, a fazer uma solda, a tomar pouco choque, a testar uma fase elétrica sem aparelhos, a ouvir boa música e se divertir com quem amamos.

E com a vó Geralda aprendi que excesso de coalho amarga o queijo e a valorizar o mínimo que temos. Também com vó Gorducha que numa casa sempre precisa ter fubá de canjica, ovo e leite, a fim de nunca ser surpreendido por uma visita inesperada (isso eu estou precisando praticar para não ser pego de surpresa). Com mamãe aprendi muita coisa, mas o melhor de tudo foi que a sabedoria que importa não vem dos cabelos brancos, mas de um olhar devoto aos preceitos do Senhor.

Segundo Eliú não são os velhos que são sábios, nem os anciões (neste caso são os juízes da cidade) que entendem o que é reto, mas o Espírito de Deus que nos faz conhecedor da sua boa e agradável vontade. É Ele quem desperta em nós as respostas adequadas, nos faz conhecer as melhores decisões, a agir de forma adequada.

Aqueles que buscam a face do Senhor, que oram, louvam e leem Sua Palavra são aqueles que estão sensíveis ao Espírito Santo, sendo capazes de interpretar seus desígnios e fazer sua vontade. Ouvir as lições de uma vida nunca se compara com ouvir as lições do Autor da Vida. Pense nisso, e volte-se para aquele que pode fazer você ser sábio.

Um grande e forte abraço!
Nos eternos laços do amor do Mestre.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que ouve os mais velhos e busca conhecimento de Deus.