Rascunhos da Vida: Café aromático. - Portal MPA

Publicidade

Rascunhos da Vida: Café aromático.

Postado em 22/03/2022 6:00

Algumas das lembranças que temos da infância fazem a diferença em nossa vida. Cheiros, sabores, cores, lugares podem despertar em nós inúmeras sensações.

Provérbios 27.9

Retirado do site: https://www.pexels.com/pt-br/foto/essencia-aromatico-perfumado-cheiroso-4577860/

A casa da vó Lia era um destes lugares cheirosos. Quando matavam porcos dava para sentir o cheiro da carne sendo preparada para guardar na lata de banha, o cheiro do torresmo que era frito e espirrava um tanto (opa, nesta época eu preciso mudar meu linguajar, pois todo mundo está com medo de espiro). Refazendo a frase o cheiro do torresmo que era frito e crepitava um tanto. Mas tinha uma das coisas que ela fazia que eu adorava sentir o cheiro, a torra do café.

Tinha um aparelho com uma manivela e que era colocado sobre o fogão a lenha. Dentro dele se colocava os grãos de café que já haviam sido secos para agora serem torrados. Era um processo demorado, alguém tinha que girar a manivela. Uma vez eu pude girar a manivela só que girei para o lado errado, tinha até o lado certo, fui então corrigido e fiz certinho depois. Depois de torrado eram moídos e o café passado. O cheiro exalava por toda casa. Cheiro de café de verdade, daquele matuto, caipira, original.

Um bom café, com seu aroma alegra o dia. Na verdade um bom perfume faz nossa imaginação ir longe, faz buscarmos sensações, lembranças, imagens, sorrisos e lágrimas. Não é atoa que o autor de provérbios diz que “o óleo e o perfume alegram o coração”. Mas ele não se prende a isso, vai além, chamando nossa atenção para o valor de um conselheiro amigo.

Não sei quanto a você, mas eu tenho alguns conselheiros, que por sua vez são meus amigos, o mais sábio deles voltou para Montes Claros junto com sua esposa e suas filhas. Quantas vezes eu já precisei perguntar como deveria proceder e ele me aconselhava. Diferente de um acompanhamento psicológico, onde tratamos os problemas de nossas vivência, um conselheiro é alguém do seus laços de afinidade, e que lhe estimula a vencer os obstáculos sem nenhum tipo de conhecimento científico, ou conhecimento da psique, mas ele tenta caminhar ao seu lado.

Além de termos amigos que sejam para nós conselheiros, precisamos ser conselheiros aos nossos amigos. Onde está o nosso tempo para o café? Onde está o nosso assentar no banco da praça? Onde estão os coretos que existiam antigamente e faziam amigos se reunirem para ouvir as belas canções e aconselhar os corações quebrantados. Pense nisso, somos responsáveis por perfumar a vida dos que estão ao nosso derredor, por isso precisamos ser e ter amigos.

Um grande e fraterno abraço!
Nos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que tem amigos e te espera para um café.