Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Aprenda a boiar!

Postado em 23/08/2020 6:00

Para sobreviver precisamos aprender inúmeras coisas. Algo que meu pai disse ser essencial é aprender a nadar. Se em algum momento for necessário que você nade para não morrer afogado esse aprendizado será de fundamental importância.

Jó 4.25,26

Retirado do site: https://www.pexels.com/pt-br/foto/adulto-agua-alegre-alegria-319930/

Meu Tio Joaquim represou um pequeno canal de água, formando um lago bem profundo (acredito que com mais de cinco metros de profundidade). Enquanto a água subia formaram-se algumas ilhas flutuantes provenientes da preparação do terreno feito pelos tratores. Nelas morava um jacaré (que um dia tentamos capturar, outro dia conto como foi). Gostávamos muito de nadar naquele local, mesmo com o jacaré ali.

Um dia eu estava cansado no meio da travessia do lago, o meu Tio Antônio notou isso então foi até onde eu estava (no meio do lago) falou comigo: “Eu vou boiar e você segura em mim. Quando você descansar continue a nadar”. Eu devo ter repousado uns dez minutos segurando nele, depois eu continuei o meu trajeto. Quando cheguei a terra meu “Ti Tonho” chegou e me disse: “Você precisa aprender a boiar para descansar quando necessário”.

É Jó, seus temores se concretizaram, seu receio aconteceu. Duas palavras são citadas em hebraico pāhadh (temer, assustar, achar-se em pavor, terror) e yāghör (ter medo, estar vulnerável, ter um medo específico).

É como se Jó vivesse assustado esperando algo ruim acontecer. Esperava que uma tragédia eminente viesse sobre ele. Ele nunca descansou, nunca repousou, mas sua desconfiança trazia sobre ele perturbação de espírito.

Muitas vezes em nossa caminhada pensamentos perturbadores podem invadir nossa alma e nos causar pavor. Quando isso acontece é preciso “boiar” um pouquinho pedindo a Deus que renove nossas forças.

Pense nisso, a ansiedade é um mal que faz de nossa vida um fardo difícil de suportar. Mas quando lançamos nosso fardo sobre Cristo, Ele nos ajuda a carregar. Você está disposto a repousar no amor de Deus? Ou prefere exaurir suas forças sem descansar no Senhor?

Um grande e forte abraço.
Nos eternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que vive “boiando” debaixo do cuidado de Deus.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!