Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Adoro Bolo de Fubá caseiro

Postado em 06/01/2020 6:00

Fubá de canjica, ovo caipira, queijo fresco, leite totalmente integral, forno a lenha, são os ingredientes essenciais para um verdadeiro bolo de fubá mineiro.

I Coríntios 10.23-33

Adoro bolo de fubá caseiro. O de padaria “quebra o galho”, mas não é a mesma coisa, nem tem sabor e aroma tão cativante. Parece que as medidas feitas com copo de “requeijão” são mais exatas que as pesadas em balanças de precisão.

Em Campo Belo morei num prédio e em frente ao meu apartamento moravam uma família cuja matriarca era ministra da eucaristia, seu nome Eunice. Pessoa muito atenciosa, pela qual orei inúmeras vezes com ela e distante dela.

Retirado do Site: https://pt.freeimages.com/photo/cake-1325172

Certa feira, ela trouxe para mim um desses bolos. Me ofereceu, e já estavam em minhas mãos quando ela disse: “comprei na quermesse de tal santo”. Naquela hora engoli seco e disse: “não posso aceitar porque foi comprado com a finalidade de honrar a esse santo”. Quando na verdade a minha adoração, meu louvor, minha vida devem ser dedicadas integralmente a Deus.

Ela entendeu meus argumentos, pegou o bolo em minhas mãos novamente. E lá se foi o “bolo de fubá”, permanecendo assim intacta minha consciência e o meu testemunho.

No verso 30 de I Coríntios 10, Paulo usa quatro palavras chaves. “Charis” generosamente, com gratidão, com alegria, com graça. “Metechö” compartilhando, pertencendo, usufruindo, tomando parte. “Blasphēmeö” difamando, insultando, falando mal, blasfemando. “Eucharisteö” bendigo louvo, mostro-me grato, sou grato.

Ou seja quando aceito algo cujo propósito não foi unicamente para adorar a Deus, eu estou de forma aceitável tomando parte de um insulto a quem me concedeu graça e amor.

Alguns dias depois chega a minha porta dona Eunice com um bolo maior, mais bonito e quentinho. E com um sorriso nos lábios me disse: “esse eu fiz com minhas próprias mãos” e eu ainda sinto o sabor “DAQUELES BOLOS”. Um com sabor de gratidão, o outro com sabor de roça.

Pense nisso e tome sua posição.

Fraternalmente, nos eternos laços do amor de Cristo.

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que descobriu que recusar um bolo muitas vezes traz maiores benefícios

Veja também
<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Fonseca Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!