Publicidade

Rascunhos da Vida

Rascunhos da Vida: Adeus Maias, Incas e muitos Índios Brasileiros…

Postado em 14/07/2020 6:00

Sempre adorei estudar, me cativa aprender, conhecer, aprimorar meus horizontes. Adoro ler a Bíblia e o faço todos os dias. Gosto muito da história universal e brasileira, especialmente quando consigo comparar acontecimentos da atualidade com o passado e sua projeção para o futuro.

Daniel 1

Retirado do Site: https://pt.freeimages.com/photo/mayan-dream-4-1576544

Minha professora de História durante o ensino médio era uma mulher muito inteligente. Ela tinha na mente datas, períodos e personagens de uma forma muito clara. Hoje o sistema e a forma de ensino da disciplina mudaram, analisa-se e cobra-se mais as interações da história no presente que as datas e personagens. Não concordo tanto com esse tipo de postura educacional, mas não sou especialista na área, portanto prefiro não sugerir grandes mudanças.

No entanto, lembro-me de que uma das citações quanto à exploração das Américas era a abordagem bárbara dos exploradores portugueses e espanhóis. Dizimando populações inteiras e impérios que sucumbiram aos pés dos novos moradores com suas armas de fogo e suas doenças avassaladoras.

Uma gripe europeia acabou com os Maias e os Incas, e quase exterminou toda população indígena da “Terra de Vera Cruz”, ou seja, nosso país. Um vírus que se espalhou e matou toda uma civilização, bem como exterminou uma grande parte de algumas comunidades indígenas brasileiras (Goitacazes, Caetés, Caxixós, Purís, Tupinambás, Cachamgós, são os que eu lembro).

Não havia cura, não havia vacina, não havia prevenção. A única maneira para que os invasores não destruíssem toda a população era se os pobres índios conseguissem evitar o contato com o povo contaminado que invadira seu território. Alguma semelhança com a atualidade?

Estamos reclusos, a dor do isolamento social se faz necessária. Não é momento de paranoia, mas é preciso cautela e um agir seguro, bem elaborado, estudado. Ações precisam ser abordadas, pessoas contactadas, ideias divulgadas. Não podemos fechar os olhos, o Congresso continua funcionando. Leis escusas estão sendo aprovadas, ações que beneficiam partidos são formuladas (inclusive o bloqueio de fundos partidários). Pois não há fiscalização como antes, não há quem veja os bastidores de uma política suja e desumana, que extermina pessoas em benefício próprio. Os “espanhóis e portugueses” exploradores ainda existem, e muitas vezes estão disfarçados entre nós de terno e gravata.

As Sagradas Escrituras não erram, o mundo é dominado pelo pecado e o homem pelas concupiscências da carne que gerem suas ações e o distanciam do desejo de Deus para nós. E o que Deus quer para nós está relatado da seguinte maneira: “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração”. Jeremias 29:11-13. Portando pense nisso, ore, busque ao Senhor e observe as ações dos governantes da nação.

Um grande abraço!
Nos eternos laços do amor de Cristo!

Rodrigo Fonseca Andrade
Um servo que se importa com o passado, está atento ao presente, mas deseja o futuro.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Rodrigo Fonseca Andrade

Rodrigo Fonseca Andrade é um microempreendedor, teólogo e professor de línguas clássicas (Grego Koinê e Hebraico Massorético). Casado com Sílvia e pai de João Victor e Isabelle. Com formação em Tecnologia, Meio Ambiente e Teologia. Tem como objetivo principal tornar o conhecimento teológico simples e abrangente. Sendo assim demonstra através de fatos da vida como Deus é soberano e dirige nossa história pessoal. Neste blog você lerá, lembrará e se identificará com muitos dos fatos bíblicos exemplificados de forma simples e objetiva.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!