Finanças: Saiba como planejar e investir para o futuro - Portal MPA

Publicidade

Finanças: Saiba como planejar e investir para o futuro

Postado em 16/01/2022 10:00

Olá, investidor.

Independentemente de como esteja o seu tempo por aí, separe um momento neste início de 2022 para pensar no seu futuro.

Se você deseja dar os primeiros passos para formar um patrimônio, mas não sabe por onde começar, vamos fazer isso juntos agora. Pegue o papel e a caneta e vamos lá!

O que é patrimônio acumulado?

O patrimônio acumulado é a soma de todos os recursos, bens e direitos que você possui, entre passivos e ativos. Dependendo da quantia acumulada, a pessoa pode alcançar a independência financeira e viver de renda.

Em poucas palavras, isso permite viver com tranquilidade, podendo escolher até mesmo  trabalhar menos ou não trabalhar.

Viver de renda é algo que muitos brasileiros almejam, mas pouquíssimos se preparam para trilhar essa jornada. Mas saiba que o esforço pelo esforço não gera riqueza.

O que gera riqueza é definir metas claras, traçar estratégias para chegar a uma determinada quantia no final, além de muita disciplina para uma boa execução.

No próximo tópico, vamos entregar um plano de ação para você começar a construir seu patrimônio no longo prazo.

Como se planejar e onde investir?

Esqueça ganhar na Mega-Sena ou até mesmo aplicar todo o seu dinheiro na criptomoeda mais popular do mundo (Bitcoin).

O que vai te ajudar a enriquecer tendo renda passiva, tranquilidade e segurança serão investimentos inteligentes e diversificação de ativos.

Mesmo começando com pouco, é possível investir pensando no seu futuro.

Passo 1: defina uma renda pretendida

Basicamente, o primeiro passo é descobrir o valor que você precisa juntar de patrimônio ou, baseado em uma renda pretendida, quanto você precisa poupar hoje para desfrutar desse recurso no futuro.

Calcule quanto dinheiro você precisa acumular

Para ajudar você nesse cálculo, acesse o simulador da Longevità (disponível aqui) e procure por renda gerada.

Imagem: Longevità/Reprodução

O próximo passo é editar os parâmetros (valores, tempo e taxas) de acordo com a sua realidade.

Basicamente, o capital inicial é quanto de dinheiro você tem para usar, o tempo de usufruto é quanto tempo você ainda pode viver depois de se aposentar (sua expectativa) e juro real é quanto a sua carteira de investimento rende acima da inflação do país.

Em linhas gerais, quanto maior o rendimento da sua carteira de investimentos, mais você poderá consumir mais do seu patrimônio.

Nesse sentido, o risco é você viver muito (+35 anos, por exemplo) com juro real muito baixo, o que te obrigaria a gastar menos do seu patrimônio.

Postado originalmente por: Nord Research