NORD Research

Finanças: O que move a cabeça do gestor

Postado em 23/08/2019 16:00

Há uma chance não desprezível de alguns gestores fiquem muitíssimo ricos nesse bull market

“O melhor conselho que eu gostaria que todo mundo ouvisse é: tempo e juros compostos são a combinação mais poderosa do mundo, então comece a investir o mais jovem que puder. Hoje, por exemplo."

T.B.

O que move a cabeça do gestor

Tive, na última segunda-feira, a oportunidade de participar do primeiro Stock Pickers gravado com platéia.

Se por acaso você ainda não ouviu falar do STPK, não sabe o que está perdendo. É, disparado, o melhor podcast sobre Ações do Brasil. Toda semana os principais gestores do nosso mercado são entrevistados por Thiago Salomão e Renato Santiago. O programa vai ao ar todas as quintas-feiras no Spotify. Segue o link.

Entre os convidados da edição especial estavam Guilherme Benchimol (CEO da XP), Frederico Trajano (CEO da Magazine Luiza) e Maurício Bittencourt (Gestor da Velt).

Na plateia: Luiz Alves, Henrique Bredda, João Braga, Luiz Aranha, Alexandre Sabanai, Ivo Chermont, Renoir Viera, Heloisa Cruz, entre outros.

Eu tenho grande admiração pelo Benchimol e pelo Trajano, mas confesso que o que mais me atraiu a ir ao programa foi a presença do Maurício.

A Velt (antiga MSquare) é uma das gestoras de Ações mais respeitadas do mercado. Atualmente a casa gere 5,7 bilhões de reais, sendo boa parte desses recursos de investidores estrangeiros.

Há um fato bastante particular a respeito da Velt: nos últimos 7 anos, os fundos ficaram a maior parte do tempo fechados para novas captações, com aberturas pontuais e estratégicas. Hoje é bastante recorrente que fundos de sucesso fechem para novos investidores. Mas em 2012, meu amigo, a realidade era bem diferente. Isso só reforça como a gestão da Velt é bastante concorrida.

O Maurício é um cara bastante reservado. Não está no Twitter, não aparece em entrevistas com gestores no YouTube e nem participa dos eventos das corretoras. Para mim, que vivo visitando gestores em busca de novas recomendações para o Nord Fundos, era realmente uma oportunidade única.

Ao longo da exposição de mais ou menos 30 minutos, ele deu uma palhinha de como gosta de analisar empresas e de como sua abordagem mudou ao longo dos anos — não dá mais para olhar só patrimônio líquido —, bem como o peso que atribui às pessoas por trás das Companhias. Um dos maiores exemplos estava justamente ali na plateia: Fred Trajano e família.

Em nosso processo de análise de gestores de recursos, sempre buscamos entender como são as pessoas por trás dos fundos; qual o estilo de gestão da casa; e tentar, na medida do possível, escolher abordagens diferentes.

Só assim, ao recomendar 4 ou 5 fundos de ações, estaremos oferecendo uma boa diversificação aos nossos assinantes.

Nesse sentido, o Maurício me deixou mais tranquilo de que estamos mirando nas coisas mais importantes ao conversar com os nossos gestores.

Mas, durante a explanação, ele levantou outro ponto que tem me deixado particularmente preocupado de tempos para cá.

A motivação.

Explico: há uma chance não desprezível de alguns gestores fiquem muitíssimo ricos nesse bull market. Com vários bilhões sob gestão, bastam 3 ou 4 anos de bons resultados para que eles acumulem algumas dezenas (ou até centenas) de milhões de reais em taxas de performance.

Será que isso pode comprometer o entusiasmo de gerir recursos de terceiros? O que é melhor: o gestor que tem um propósito ou o gestor que está atrás de dinheiro?

O papo foi muito legal. Vou deixar aqui de forma resumida mas, quem quiser ouvir na íntegra no spotify, segue o link. A minha pergunta está no minuto 93:30.

Você precisa entender como funciona a cabeça da pessoa; como que ela raciocina. Todos nós somos movidos assim: recebemos uma informação, processamos e devolvemos uma decisão, uma reação. Eu conheço razoavelmente bem muito dos nossos colegas que fazem investimentos. Eu consigo dizer claramente como funciona a cabeça do Florian (Constellation), que é diferente de como funciona a cabeça do Bruno e do Lucas (Atmos), que também é diferente de como funciona a cabeça do João Braga (XP). E aí você vai entender que, para cada um deles, tem um mercado que ele deveria ir melhor. Além de entender como eles pensam é muito importante entender o que motiva as pessoas. O Guilherme Benchimol por exemplo, certamente o que o motiva não é retorno financeiro para ele. Se não ele não estaria nem aqui. Tem gente que o que motiva é apenas o retorno financeiro, e isso está tudo certo. Mas então você precisa se aproveitar só de um ciclo, que daqui a pouco — quando esse investidor ou executivo satisfizer os seus desejos —, isso vai acabar. Então é muito importante entender o que motiva as pessoas.

O trabalho de encontrar e acompanhar bons gestores é constante.

Por vezes, antes de recomendar um fundo, precisamos conversar 3 ou 4 vezes com um gestor.

Outras, basta apenas uma.

Há um trabalho de bastidores que também é muito importante: validar informações. Conversar com clientes, distribuidores, ex-sócios e funcionários. Reputação, nesse mercado, vale ouro.

Às vezes somos cobrados por novas recomendações ou para comentar sobre um fundo que está se destacando recentemente.

Há muito gente boa nesse mercado, com casas novas surgindo, mas estou especialmente satisfeito com a nossa carteira atual.

Estaremos atentos e vigilantes, para trazer sempre as melhores cabeças — as mais motivadas — para os nossos assinantes.

Recados finais

Ontem estouramos a boca do balão na live sobre OIBR3. Foi o recorde da Nord de acessos simultâneos, com mais de 3 mil espectadores ao vivo! Eu entrevistei o Bruce e o Ricardo, e eles apontaram por que acreditam que vale a pena investir na Empresa agora. Link.

(escolher um frame melhor, se tiver)>

Por fim, de algumas semanas para cá tenho entrevistado gestores no nosso canal do YouTube. Os vídeos têm ido ao ar toda segunda-feira ao meio-dia. As conversas também ficam gravadas no nosso canal do spotify, caso você queira ouvir no carro, academia ou lavando a louça de sábado — que é como Salomão gosta de ouvir o Stock Pickers.

Críticas, sugestões de pautas e gestores são sempre bem-vindas,

Um abraço e bom final de semana.

.

Em observância à ICVM 598, declaro que as recomendações constantes no presente relatório de análise refletem única e exclusivamente minhas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente e autônoma.

Postado originalmente por: Nord Research

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Nord Research

RECOMENDAÇÕES DE INVESTIMENTO COM RESULTADOS COMPROVADOS
A geração de riqueza para nossos assinantes é o nosso compromisso primordial. Somos uma casa de análise independente formada por profissionais com ampla experiência de mercado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com