NORD Research

Finanças: O que é mais importante: processo ou resultado?

Postado em 06/01/2020 12:00

Quando o assunto é investimentos, a resposta é uma só.

Certo, mas errado

Se imagine em Las Vegas, sentado em uma mesa de blackjack (vinte e um).

O jogador ao seu lado está muito eufórico, mas jogando terrivelmente mal. Mal percebe que, a cada meia hora, precisa colocar mais dinheiro na mesa.

Até que em uma mão ele soma 19 com suas duas primeiras cartas. A dealer passa direto pelo jogador na rodada seguinte de distribuição de cartas, mas o jogador grita: eu quero mais uma carta!

A dealer, sem jeito, questiona se o jogador tem certeza. Ele diz que sim.

Eis que o jogador recebe um 2. As pessoas que estavam em volta assistindo ao jogo gritam, se abraçam e comemoram.

A dealer olha para o jogador, com total sinceridade e diz: boa jogada!

Certamente foi uma boa jogada… para o cassino, mas uma jogada terrível para o jogador. Más decisões não se justificam apenas porque funcionaram.

O cassino tem um processo vencedor  as probabilidades estão sempre a favor dele.

Isto não significa que o cassino ganhará todas as mãos ou jogadas de dados, mas que eles ganharão mais do que perderão.

O cassino, definitivamente, está preocupado com os resultados, mas seu método para garantir lucros, é um foco exaustivo nos processos.

Cassinos são ótimos exemplos de bons processos levando a bons resultados.

Mesmo assim, bons processos podem levar a resultados ruins. Acontece a todo momento. Aconteceu quando o jogador com 19 pediu mais uma carta.

Concentre-se naquilo que você controla

Mas nada se compara ao perigo da combinação processo ruim com resultado bom. Aquela tacada genial que corrói ferozmente as chances de obter um sucesso sustentável.

É incrivelmente difícil olhar para o retrovisor após uma vitória e admitir que foi sorte.

Porém, ao falhar em admitir a realidade, o processo ruim vai prevalecer se baseando na ilusão do bom resultado.

É claro que todos queremos ganhar e estarmos certos a cada decisão que tomamos.

Mas no mundo dos investimentos, isto simplesmente não vai acontecer… – porque existe muita incerteza, muita coisa fora do seu controle. Mas uma coisa você pode controlar: seu processo de investimento.

A gestão do retorno é impossível. A gestão do risco, às vezes pode ser ilusória. Mas a única coisa que está totalmente nas suas mãos é o seu processo de investimento.

O mercado financeiro será um diabinho no seu ombro, afinal, ele é obcecado com resultados. O preço da sua ação pisca na sua frente em tempo real, dia após dia.

Mas o mais próximo de “controlar” o resultado que você pode chegar, será quando você se preocupar exclusivamente com o que pode influenciar: seu processo de investimento.

Quanto mais cedo você aceitar isso, mais cedo conseguirá focar em uma estratégia que realmente vai te trazer ganhos consistentes no longo prazo.

A psicologia do processo

Metade dos CPFs cadastrados na bolsa começou a investir em 2019. Como apenas 14 por cento das empresas negociadas em bolsa viram suas ações cair em 2019, dificilmente a horda de novos entrantes perdeu dinheiro com ações.

Mas faço aqui um alerta: não existem atalhos mágicos para ser um bom investidor.

Os resultados dos seus investimentos são altamente instáveis. É perfeitamente possível estar “certo” num horizonte de investimento de cinco anos, mas “errado” nos primeiros seis meses… e vice-versa.

A volatilidade dos preços é absurdamente mais alta que a dos fundamentos das ações.

Julgar decisões passadas apenas por seus resultados, ao invés de se basear na qualidade da sua decisão no momento em que foi tomada, dadas as informações disponíveis, é o que as finanças comportamentais definem como viés de resultado.

Imagine que você tenha que julgar a decisão de um médico no seguinte caso:

Um homem de 55 anos está com um problema no coração. Teve que parar de trabalhar, mesmo não sendo o seu desejo. A dor incomodava até seus momentos de lazer.

Uma operação iria aliviar sua dor e aumentar sua expectativa de vida de 65 para 70 anos. Porém, 8 por cento das pessoas que fizeram esta operação morreram por conta dela. O médico decidiu realizar a operação. A operação foi bem sucedida.

Avalie a decisão do médico na seguinte escala:

3 –  Claramente correta, a decisão oposta seria injustificável

2 –  Correta, considerando a situação

1-   Correta, mas a decisão oposta seria aceitável

0 –  Operar ou não seria uma decisão igualmente correta

-1 – Incorreta, mas razoável

-2 – Incorreta, considerando a situação

-3 – Incorreta e injustificável

Agora faça a mesma avaliação, sabendo que a operação não foi bem sucedida e o paciente faleceu.

É claro que a avaliação da decisão não deve ser uma função do resultado, afinal, o médico não poderia saber o resultado antes do procedimento. Porém, pesquisas mostram que em situações como esta, as pessoas classificam a decisão como correta muito mais vezes se o resultado foi positivo.

No mundo dos investimentos, o foco nos resultados pode levar a diversas atitudes indesejadas.

Em um mundo onde parece que a performance de curto prazo é tudo, investidores podem acabar comprando aquilo que é mais fácil de justificar (em linha com o consenso, seguindo a manada), ao invés daquilo que representa a melhor oportunidade.

Além disso, pode existir um foco excessivo na previsibilidade (nem sempre a incerteza é ruim) ou uso excessivo de toda informação (tanto a útil quanto a inútil).

Nenhuma dessas atitudes vai te ajudar a ser um investidor melhor.

Reflita sobre sua estratégia

Focar no seu processo de investimentos te livra da preocupação com aspectos fora do seu controle  como o retorno que você vai obter. Focar no processo de investimento maximiza seu potencial de obter retornos positivos no longo prazo.

Infelizmente, focar nos processos e nos seus benefícios de longo prazo não vai necessariamente te ajudar no curto prazo.

Provavelmente muitos que conseguiram obter fortes performances em 2019 estão se coçando e pensando como poderiam ter ganhado mais.

Mas não se esqueça que bons processos podem gerar resultados ruins, assim como, processos ruins podem gerar bons resultados.

John Templeton alerta:

A hora para refletir sobre seus métodos de investimento é quando você obtém mais sucesso, não quando você está cometendo mais erros

Existe uma pressão natural para mudar seu processo de investimento quando a performance não vai bem. Mas o meu alerta de hoje, é para a situação oposta:

Você ganhou dinheiro em 2019 seguindo os processos corretos ou pedindo mais uma carta com 19 na mesa, como nosso amigo de Las Vegas?

Investir em ações não é um jogo, mas é o seu futuro (e de quem você ama) que está em jogo.

No Investidor de Valor, seguimos fiéis aos preceitos do Value Investing, baseados nos ensinamentos dos maiores ganhadores de dinheiro de todos os tempos.

Faça sol ou faça chuva. Bull market ou bear market. A única coisa que nunca irá mudar é nossa filosofia de investimentos e a disciplina que temos para colocar em prática nossa estratégia.

Abraço,

Rafael Ragazi.

Em observância ao Artigo 22 da Instrução CVM nº 598/2018, a Nord Research esclarece que oferece produtos contendo recomendações de investimento pautadas por diferentes estratégias e/ou elaborados por diferentes Analistas. Dessa forma, é possível que um mesmo valor mobiliário encontre recomendações distintas em diferentes produtos por nós oferecidos. As indicações do presente Relatório de Análise, portanto, devem ser sempre consideradas no contexto da estratégia que o norteia.

Postado originalmente por: Nord Research

Veja também
<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Nord Research

RECOMENDAÇÕES DE INVESTIMENTO COM RESULTADOS COMPROVADOS
A geração de riqueza para nossos assinantes é o nosso compromisso primordial. Somos uma casa de análise independente formada por profissionais com ampla experiência de mercado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!