Publicidade

NORD Research

Finanças: Desacelere

Postado em 26/02/2021 12:00

Investir em ações é como ver grama crescer, não é para ser emocionante.

O conforto do tolo

Você já colocou a água para ferver e ficou observando o processo, esperando ansiosamente pelo fogo fazer o seu trabalho? Já ficou apertando o botão do elevador repetidamente para ver se ele chegava mais rápido? Já ficou atualizando um site continuamente enquanto esperava pela publicação de algo?

Eu já. E imagino que você também já tenha feito algo parecido. Mas não interessa se você ficou olhando para a panela, apertando o botão do elevador ou o F5 em seu teclado, seu senso de urgência não mudou o que aconteceu.

Advertisement

Seu “esforço” extra não contribui em nada. Pelo contrário, sua ansiedade fez com que você tivesse a impressão de que tudo demorou mais e, ainda, lhe impediu de fazer algo útil nesse meio tempo.

Nós entendemos isso claramente quando se trata de algumas das situações descritas acima, contudo, quando se trata dos investimentos, por algum motivo, achamos que olhar para as cotações das ações ou para o excesso de ruído do noticiário diário nos ajudará em alguma coisa.

Sinto muito lhe informar, mas na verdade esse tipo de atitude faz com que seja mais provável que você se frustre, perca a paciência, tome decisões equivocadas e não alcance seus objetivos financeiros.

O excesso de “zelo” com sua carteira é um hábito atraente e cativante, mas totalmente improdutivo. Você vai se sentir importante, vai acreditar que está repelindo as ameaças, quando, na verdade, está apenas tornando um problema maior do que ele realmente é ou se empolgando mais do que deveria.

Existe uma crença de que se esforçar ao máximo vai levá-lo a obter resultados melhores. Contudo, infelizmente, a maximização do esforço é o conforto do tolo. Esforçar-se na medida certa é muito mais importante do que fazer muito esforço.

Investir em ações que lhe trarão resultados apenas no longo prazo e focar no que que está acontecendo a cada dia vai deixá-lo esgotado e induzi-lo a tomar decisões ilógicas.

Menos é mais

Você já se irritou com aquela manchinha praticamente imperceptível – mas irritante – na sua camisa?

Era melhor ter deixado para lá. Mas você achava que tirá-la lhe faria se sentir muito melhor. Primeiro, tentou tirá-la com a unha, o que não funcionou. Depois, tentou um pano ou guardanapo com água, e a mancha ficou ainda mais grudada. No fim das contas, você terminou com uma mancha enorme, que chama a atenção de todos.

A história soou familiar? Pois é, você se dedicou ao máximo e só piorou a situação.

As pessoas tendem a superestimar a quantidade de calorias que estão queimando ao correr rápido e subestimar o número de calorias queimadas ao correr devagar. Muitas deixam de fazer exercícios porque não conseguem correr rápido por muito tempo e não percebem que fariam bem a si mesmas correndo devagar.

Associamos velocidade a esforço e, consequentemente, a resultado. Esse é o erro. A pressa causa esgotamento e o impossibilita de alcançar seus objetivos. Desacelere e veja como vai obter resultados melhores.

Essa lógica se aplica à sua capacidade de perder peso, assim como se aplica à sua capacidade de multiplicar seu patrimônio na bolsa.

Se você investe em ações, a minha recomendação de hoje é: desacelere.

Ações são apenas pequenas partes do capital social de uma empresa. Uma empresa não dá certo ou errado do dia para a noite. São necessários alguns anos para que estratégias, se bem executadas, se tornem resultados.

Talvez, possa demorar mais tempo ainda para que o mercado enxergue o real valor da empresa que você investiu. Então, desligue o home broker e a televisão, saia do portal de notícias na internet. Vá fazer algo que lhe dê prazer, dedique mais do seu tempo àqueles que ama.

Isso não significa que você não tem que acompanhar o que está acontecendo nas empresas que investe, significa que você deve concentrar seus esforços naquilo que realmente importa – o que pode efetivamente impactar os lucros futuros das companhias.

Não se esqueça de que o seu objetivo não é adivinhar o que vai acontecer com as ações, seu objetivo é analisar perspectivas de crescimento e os riscos das empresas para então entender se o preço atual da ação apresenta um bom potencial de retorno ou não.

O mercado muda de humor a todo momento, muda as premissas de suas projeções e seus preços-alvo freneticamente, fica extremamente otimista ou exageradamente pessimista a cada nova notícia que, na maioria das vezes, se mostra irrelevante dias ou até minutos depois.

Faça um teste: fique uma semana sem acompanhar o noticiário ou o desempenho de suas ações. Quando for se atualizar, ficará claro como a absoluta maioria das informações que você acha que são importantes são, na verdade, completamente irrelevantes para as perspectivas futuras das empresas que você investe.

Mesmo que algo extremamente importante aconteça, uma decisão tomada alguns dias depois tende a ser melhor do que aquela tomada no calor do momento. Mesmo que você perca ou deixe de ganhar um pouquinho, tomar decisões embasadas e, principalmente, com confiança, é muito mais importante para o desempenho que você irá obter no longo prazo.

Esqueça as cotações, foque nos resultados.

Ignore os ruídos, preocupe-se com os fundamentos.

Releve suas emoções, aja racionalmente.

Postado originalmente por: Nord Research

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Nord Research

RECOMENDAÇÕES DE INVESTIMENTO COM RESULTADOS COMPROVADOS
A geração de riqueza para nossos assinantes é o nosso compromisso primordial. Somos uma casa de análise independente formada por profissionais com ampla experiência de mercado.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!