Finanças: “Creditas está indo na contramão do que é rentável”, diz analista da Nord Research - Portal MPA

Publicidade

Finanças: “Creditas está indo na contramão do que é rentável”, diz analista da Nord Research

Postado em 23/01/2022 10:00

Fundada um ano antes do Nubank, a fintech de crédito Creditas, ainda pouco conhecida no Brasil, iniciou uma movimentação para listagem nos Estados Unidos. Espera-se que a oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) aconteça no segundo semestre deste ano. Segundo o Valor Econômico, a estimativa da empresa é uma avaliação de mercado de 7 a 10 bilhões de dólares na estreia.

Nesse sentido, a fintech se assemelha ao Nu: a ambição em ser a maior estreia em bolsa de uma companhia brasileira — e você lembra o que aconteceu com o banco do cartão roxo… precisou reduzir em -20 por cento o preço para seu IPO.

Por que a listagem nos EUA?

Sobre o IPO em Nova York, dando um bypass na B3, Sergio Furio, fundador e CEO da Creditas, respondeu ao editor Ivan Ryngelblum, para o Seu Dinheiro, “nossos investidores são fundos de private equity estrangeiros, que preferem ver a empresa listada nos Estados Unidos, onde os investidores entendem e estão mais abertos a teses de investimentos como da Creditas e onde as regras de governança são mais rígidas”, disse.

Creditas, fintech especializada em crédito com garantia.
Creditas, fintech especializada em crédito com garantia. Foto: Divulgação

A história da fintech

Fundada em 2012, a Creditas é a maior plataforma online de crédito com garantia do Brasil. Atualmente, trabalham com três produtos principais:

– empréstimo com imóvel em garantia;

– empréstimo com carro em garantia;

– empréstimo consignado privado.

Segundo a empresa, a grande vantagem é que eles conseguem oferecer um valor de crédito maior, taxas de juros mais baixas e parcelas de acordo com o orçamento de cada cliente.

Novo unicórnio brasileiro

Em 2020, a Creditas recebeu um aporte de 255 milhões de dólares e foi avaliada em 1,75 bilhão de dólares, tornando-se um unicórnio.

— A título de curiosidade, um unicórnio nasce quando uma startup alcança o valor de mercado de 1 bilhão de dólares.

Postado originalmente por: Nord Research