NORD Research

Finanças: Compre o IPO de XP

Postado em 04/12/2019 12:00

A revolução do mercado de investimentos no Brasil apenas começou.

Recomendamos compra das ações da XP (código XP, nos EUA).

Não é possível comprar ações da XP no mercado brasileiro e nem fazer reserva para participar do IPO (como fazemos normalmente).

O interessado deve abrir conta em uma corretora lá fora e comprar as ações no leilão de abertura do dia da estreia das ações no mercado.

O processo é simples e explicamos, em detalhes, abaixo.

A XP lidera o mercado?

Muito já li sobre XP. Muito há de se falar sobre a XP.

Mas o mais importante é: a XP possui 3 por cento de um mercado dominado pelos “bancões” e está em franco crescimento.

A XP vem sendo bastante competente em roubar investidores dos grandes bancos.

Conseguirá a XP continuar liderando o desenvolvimento do mercado de investimentos do Brasil?

Respondida a pergunta, você questiona: Vale a pena entrar no IPO de XP?

Foco no cliente

Na carta de Guilherme Benchimol a investidores, contida no prospecto, o fundador (e CEO) da XP tenta explicar como são focados no cliente.

Mas nem ele consegue explicar direito o que isso significa.

A XP começou como um escritório de Agentes Autônomos de Investimentos (AAIs).

E não poderia ter sido diferente. A XP entendeu, desde cedo, o seu cliente.

A XP foi fundada em 2001, quando as corretoras eram, na verdade, apenas HomeBrokers.

Fonte: XP.

Já existia o conceito de plataforma. As corretoras criaram as suas plataformas (HomeBrokers) e deixavam que o investidor "se virasse".

O investidor caía no "buraco negro" do Daytrade até que quebrasse. Já ouvimos milhões de histórias.

E a XP mudou, completamente, o mercado de investimentos do Brasil.

Vencer pela educação financeira

Ainda muito pequena e com o mercado de ações brasileiro passando por dificuldades, a XP lutava para sobreviver.

A bolsa sempre foi um território árduo.

O investidor tem muito medo de "arriscar" seu dinheiro na bolsa. Poucos clientes que visitavam a XP abriam conta.

E Benchimol entendeu que, para que os clientes começassem a investir, precisaria ensiná-los a investir.

A XP criou um curso sobre como investir na Bolsa de Valores. Seus clientes faziam o curso e abriam conta na corretora.

A XP mudou, completamente, o mercado de investimentos do Brasil.

Plataforma completa de investimentos

Em 2003, a XP havia crescido tanto que precisou adquirir uma corretora.

Mas seu crescimento forte não pararia por aí.

Benchimol participou de um evento da corretora Charles Schwab, nos EUA, que mudou seu horizonte.

Como a corretora americana, a XP decidiu oferecer não só de ações, mas uma plataforma completa de investimentos – de fundos a títulos de renda fixa, de diversos provedores, bancos e gestoras independentes.

O investidor teria um portfólio de investimentos diversificado. Poderia transferir todo o seu dinheiro para a corretora XP.

A XP mudou, completamente, o mercado de investimentos do Brasil.

A XP está em uma corrida

O primeiro fator de risco elencado no prospecto da XP é:

"Se não conseguirmos fazer os investimentos necessários para manter o ritmo de mudança e desenvolvimento rápido de nossa indústria, nossa receita pode cair."

Este é o risco.

As vantagens competitivas atuais da XP são muito dependentes de sua capacidade de continuar liderando o desenvolvimento do mercado de investimentos do Brasil.

A XP está em uma corrida. A XP vem liderando esta corrida, os bancos e corretoras estão atrás.

O BTG (BPAC11), o PI (ou Santander SANB11), a Órama, os bancos digitais, os “bancões”… muitos estão nesta corrida.

Conseguirá a XP continuar na frente?

A cultura como barreira de entrada

Claro, o caminho da XP não foi sempre linear e sem buracos. Muito pelo contrário.

Tentando desenvolver o mercado de investimentos, a XP já esbarrou (esbarra) em muitos problemas com a regulação.

Dada a velocidade disruptiva da XP e a velocidade apática da regulação, esperamos que os problemas continuem.

E tem mais. Os riscos para a XP são de que a companhia pare de inovar e seja ultrapassada por plataformas melhores.

Até hoje, os AAIs são vinculados à uma única corretora. Mas a regulação está mudando. Logo, logo, os AAIs poderão levar seu cliente para a plataforma que quiserem.

Os clientes demandarão a melhor plataforma. A competição vem a cavalo.

Tudo o que a XP possui para se manter na frente é seu espírito meritocrático.

O negócio da XP

Deixamos para o final porque, entender o que a XP faz e como, é mais importante do que entender seus números.

Para comprar a XP devemos comprar a continuidade de sua história de sucesso.

A XP é focada no investidor pessoa física:

Fonte: XP, Nord Research.

E seu cliente vem sendo bastante rentável para a corretora:

Fonte: XP, Nord Research.

A XP é um belo negócio.

+100 por cento ao ano

Com mais de 1,5 milhão de clientes, os ativos sob custódia da XP crescem acima de 100 por cento ao ano:

Fonte: XP, Nord Research.

O Ebitda acompanhou:

Fonte: XP, Nord Research.

E também o lucro líquido:

Fonte: XP, Nord Research.

Fica claro nos gráficos acima que 2018 não foi um bom ano para a XP.

Segundo o prospecto, o ano foi marcado por um aumento desproporcional no investimento em marca e aquisição de clientes.

Com isso, despesas com vendas cresceram +192 por cento em 2018.

Além disso, a XP também investiu em tecnologia, funcionários e escritório.

Com isso, suas despesas administrativas subiram +81 por cento.

Assim, sua margem líquida (lucro/receita) veio de 22 por cento para 16 por cento em 2018. Mas as margens se recuperaram (quase) completamente em 2019 (para 20 por cento).

Fonte: XP, Nord Research.

O Grande, Magnânimo, Excelentíssimo Preço

Como você pode imaginar, tudo isso não sai barato. A XP sabe o que está vendendo.

A múltiplos de hoje (históricos), a XP negociaria a 57x lucros e 37x Ebitda.

Mas a XP cresce receitas a +50 por cento ao ano. Decidimos calcular seu valor nos próximos anos.

Colocamos crescimento de receita de +50 por cento nos próximos 2 anos, média dos últimos anos:

Fonte: XP, Nord Research.

E margem líquida estável em 20 por cento, também em linha com os últimos anos:

Fonte: XP, Nord Research.

Com isso, temos:

Fonte: XP, Nord Research.

Pensando lá na frente, a XP negocia, no preço médio da oferta, a 25x lucros 2021 e 18x Ebitda.

Não é nada barato. O que explica…

Por que a XP quer ser negociada nos EUA?

Porque a XP quer ser vista como fintech disruptiva e negociar a múltiplos elevadíssimos.

Obviamente, os banqueiros analisaram o quanto os grandes investidores pagariam por XP no Brasil e nos EUA. Preferiram os EUA.

E faz sentido.

XP é uma fintech que vale quase 60 bilhões de reais que ainda possui muito crescimento (lucros sobem mais de +50 por cento ao ano).

Não é fácil encontrar empresas assim no mundo. E o dinheiro para elas é abundante no mercado americano.

Os banqueiros são espertos, já pensaram em tudo isso.

Compre XP na abertura

O mercado americano é mais "selvagem" que o brasileiro.

E, em nosso relatório mais "selvagem”, o ANTI-Trader, recomendamos compra das ações da XP na sua estreia da bolsa americana.

No EUA, o regulador interfere menos no mercado, mas pune mais quem não cumpre as regras. Eu sei, faz mais sentido.

Nos EUA, as corretoras só oferecem IPOs para seus melhores clientes – fundos grandes.

A pessoa física não participa do processo (a não ser que seja ótimo cliente das corretoras que participam da oferta).

Para comprar as ações, devemos comprar as ações no leilão de abertura do mercado americano.

Devemos comprar as ações no dia de sua estreia, quando começarem a negociar no mercado.

E, para termos acesso ao mercado americano, devemos abrir conta em uma corretora americana.

Abrindo conta nos EUA

Para comprar ações da XP você precisa necessariamente ter uma conta aberta nos EUA.

E por isso, nós preparamos um vídeo explicando como abrir conta na Avenue Securities.

É bem fácil o processo de abertura de conta, e o site e atendimento ao cliente tem a opção de ser feito em português.

Para acessar o conteúdo (aqui) é só você criar um login e senha no nosso site e ter acesso ao conteúdo. Dentro do site vá em:

  1. Conteúdos Extras
  2. Relatórios

Abraço,

Em observância ao Artigo 22 da Instrução CVM nº 598/2018, a Nord Research esclarece que oferece produtos contendo recomendações de investimento pautadas por diferentes estratégias e/ou elaborados por diferentes Analistas. Dessa forma, é possível que um mesmo valor mobiliário encontre recomendações distintas em diferentes produtos por nós oferecidos. As indicações do presente Relatório de Análise, portanto, devem ser sempre consideradas no contexto da estratégia que o norteia.

Postado originalmente por: Nord Research

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Nord Research

RECOMENDAÇÕES DE INVESTIMENTO COM RESULTADOS COMPROVADOS
A geração de riqueza para nossos assinantes é o nosso compromisso primordial. Somos uma casa de análise independente formada por profissionais com ampla experiência de mercado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
error: Este conteúdo é protegido!