NORD Research

Finanças: Como não cair em mais uma OGX?

Postado em 18/12/2019 13:00

Siga sempre os fundamentos, os resultados, o Ebitda, o lucro.

#BullMarket

Ah, o bull market. Que período maravilhoso.

As piores ações da bolsa são as que mais sobem. Quanto pior, melhor.

Dinheiro que você nunca imaginava ganhar aparece, da noite para o dia, na sua conta na corretora.

Até a Revista Veja (!), deste fim de semana, saiu otimista com o Brasil do futuro.

E o trabalho de Paulo Guedes apenas começou… ainda estamos bem no início do ciclo.

Ibovespa em dólares. Fonte: Economática, Nord Research.

Eu, simplesmente, adoro este gráfico.

Se estamos neste oba-oba agora, imaginem só como será no topo do ciclo…

Os bons tempos passam

Não me levem a mal. Eu sou o maior beneficiado pelo movimento.

Eu estou torcendo por esse bull market desde quando eu recomendava comprar ações lá no meio de 2015.

Quando o CDI era 14,25 por cento, o Congresso só votava pauta bomba, o Ibovespa estava em 50 mil pontos e Itaúsa negociava a 5x lucros.

[Preço/Lucro de Itaúsa. Fonte: Bloomberg.]

Incríveis 5x lucros. Bons tempos. Ótimos tempos.

Nunca olhe o preço das ações em reais. Sempre pense em "quanto eu pago pelos resultados (P/L ou EV/Ebitda)?"

FOMO – Fear of Missing Out

Posso te dizer com todas as letras: o bull market afeta o meu psicológico, assim como afeta o seu.

Mas não só o nosso. Warren E. Buffett, o maior investidor de todos os tempos mora em Omaha, no meio dos EUA.

Fonte: Google Maps.

Buffett mora no meio da área rural dos EUA para ficar (bem) longe dos corretores e banqueiros (concentrados nas grandes capitais  Nova Iorque na costa leste e Califórnia na costa oeste).

Ninguém está imune à chateação dos vendedores  os corretores, banqueiros, analistas de research independentes, youtubers, influencers, …, vendedores de sonhos.

O bull market e o bear market também afetam o psicológico do bom velhinho.

São o medo e a ganância em ação.

O medo de perder dinheiro e o medo de não ganhar dinheiro  medo de ficar de fora, ou FOMO (Fear of missing out).

Para controlá-los, quanto maior a distância dos vendedores de sonhos, melhor.

Sobe demais, cai demais e fica parado demais

Ganhar dinheiro no mercado é muito mais psicológico que técnico.

Quando as ações sobem, você pensa: "por que não comprei mais?"

Quando as ações caem, você pensa: "por que comprei logo isso?"

Se as ações ficam de lado, você pensa: "só minhas ações não sobem."

Ter a resiliência mental para comprar ações quando ninguém mais quer comprá-las exige determinação.

A mesma determinação exigida para não comprar OGX quando a OGX é a maior oportunidade de ganhar dinheiro da história.

E temos muitas OGX surgindo no mercado atual.

Caindo no conto da OGX

Estava em todos os jornais. Era recomendada por todos os analistas.

Estava barata demais para ser verdade. Era a compra mais óbvia da bolsa.

As oportunidades de crescimento eram boas demais para serem verdade.

OGXP3. Fonte: Bloomberg.

Quem comprou OGX no IPO perdeu, até hoje, -99,5 por cento de seu capital.

O mais engraçado é que OGX foi comprada pela Dommo Energia (DMMO3) no início de 2019.

DMMO3. Fonte: Bloomberg.

Dommo cai -77 por cento desde 2014. E, pelo visto, não foi uma aquisição bem sucedida. Dommo caiu -69 por cento só em 2019.

Seria engraçadíssimo, se não fosse trágico.

Quando o bebê chora e a mãe não vê

Depois que você comprou uma OGX, ou qualquer outra empresa problemática, fica complicadíssimo saber o que fazer.

As ações caíram -50 por cento, você vende ou espera melhorar um pouco?

"Comprei Valid (VLID3) e ela caiu pela metade, o que eu faço?"

O analista (palpiteiro, gestor, youtuber ou influencer) que recomendou já partiu para outra. Foco no que dá certo, vamos esquecer o que não funcionou.

Minha resposta, necessariamente, deve ser: "não sei".

Em Valid, especificamente, ainda estamos esperando que Bolsonaro aumente o prazo de validade da carteira de motorista para avaliar se existe oportunidade de entrada.

Até lá, ficamos de fora. Esperamos pacientemente.

Mas esta é minha análise, é o risco que EU estou disposto a correr.

Entender os riscos que você quer correr é essencial no bull market, é essencial no bear market.

O canto da sereia

As ações "na crista da onda", atualmente são os frigoríficos: JBS (JBSS3) é a ação mais recomendada da bolsa.

A riqueza fácil é atraente demais para deixar passar.

Tudo que todo mundo quer saber é: qual é a próxima Magalu (MGLU3)?

O Ricardo e o Breia até fizeram uma ótima live sobre "A Próxima Magalu".

Spoiler: não existe "próxima Magalu".

Nem quem comprou Magalu lá em 2016 acreditava que ela viraria o que virou.

MGLU3. Fonte: Bloomberg.

Nem a família controladora acredita na revolução que conseguiram no negócio em tão pouco tempo.

Como disse Jim Collins no ótimo livro Good to Great (Vencedoras por Opção): as grandes transformações acontecem com esforço persistente e contínuo, como quando aceleramos um volante.

É como dar mola em um carrinho  quando menos se espera, ele dispara.

Mas só sabemos que irá disparar depois que começa a acelerar.

Por isso, as decisões de investimento são tomadas no dia a dia, trimestre a trimestre, resultado a resultado.

Como fugir dos micos? Das OGX?

É a coisa mais fácil do mundo: é só acreditar na sua consciência.

Você já sabe o que deve fazer. Fique longe dos vendedores de sonhos.

Seja conservador. Não acredite em promessas.

Só pague por resultados concretos. Entenda o que acontece nas empresas.

Siga sempre os fundamentos, os resultados, o Ebitda, o lucro.

No ANTI-Trader, tomamos muitos riscos, mas não todos.

Nos agarramos aos resultados e buscamos o que é barato demais para os resultados que apresenta.

Nunca tentamos ganhar o máximo. Buscamos grandes oportunidades com o mínimo de riscos possível.

No bull market, já estamos reduzindo posições e protegendo a carteira com short.

Se o mercado despencar, estamos preparados. Se o mercado voar, estamos preparados.

Defendendo os ganhos, preparamos nosso psicológico para possíveis quedas  os resultados do AT já são mais que surpreendentes.

Em observância ao Artigo 22 da Instrução CVM nº 598/2018, a Nord Research esclarece que oferece produtos contendo recomendações de investimento pautadas por diferentes estratégias e/ou elaborados por diferentes Analistas. Dessa forma, é possível que um mesmo valor mobiliário encontre recomendações distintas em diferentes produtos por nós oferecidos. As indicações do presente Relatório de Análise, portanto, devem ser sempre consideradas no contexto da estratégia que o norteia.

Postado originalmente por: Nord Research

Veja também
<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Nord Research

RECOMENDAÇÕES DE INVESTIMENTO COM RESULTADOS COMPROVADOS
A geração de riqueza para nossos assinantes é o nosso compromisso primordial. Somos uma casa de análise independente formada por profissionais com ampla experiência de mercado.

error: Este conteúdo é protegido!