Finanças: 4 razões para ficar de olho em BIDI11 e investir em 2022 - Portal MPA

Publicidade

Finanças: 4 razões para ficar de olho em BIDI11 e investir em 2022

Postado em 21/12/2021 10:00

Nord Insider

Olá,

Pergunta rápida: se você tivesse que aplicar 400 milhões de reais em um único ativo, qual seria?

O ex-jogador Ronaldo Fenômeno injetou esse montante no Cruzeiro, tornando-se acionista majoritário do time mineiro. Mas essa não foi a primeira operação de “Fenômeno Investidor” em um clube de futebol. Há três anos, ele comprou 51 por cento do Real Valladolid, time da segunda divisão espanhola.

Pelo mundo, as bolsas despencam na manhã desta segunda-feira, 20, devido a temores com a variante ômicron e receios por conta de mudanças na política de estímulos do Federal Reserve, o banco central americano. Além disso, os casos de contaminações pela nova variante avançaram em Nova York, forçando as autoridades a cancelarem as festas de fim de ano e até apresentações teatrais na Broadway.

Na agenda econômica, destaque para o Banco Central que divulgará o boletim Focus com as projeções do mercado para a economia brasileira.

4 motivos para investir nas ações do Inter em 2022

Você já deve ter lido esta frase recentemente: “As ações do Inter (BIDI11) fecham em queda na B3”. Apesar dos bons resultados, o mercado tem se mostrado pessimista com o banco, que acumula perdas de -7,31 por cento em 2021.

Entretanto, o Inter vem entregando excelentes resultados. A empresa está praticamente dobrando sua base de clientes e encerrará o ano com cerca de 16 milhões de clientes. Isso ocorre ao mesmo tempo em que a companhia continua evoluindo na monetização de sua base (receita por cliente em 207 reais, +20 por cento na comparação anual), na satisfação dos clientes (NPS de 83, +14 pontos) e na eficiência (custo de servir por cliente 110 reais, -12 por cento).

Como se não bastasse, a diversificação das receitas nos indica que a empresa está entregando resultados sólidos em suas avenidas de crescimento, 48 por cento da receita total já vêm dos serviços (marketplace, investimentos, seguros etc.) e os outros 52 por cento vêm da operação de crédito, que está bem diversificada entre as quatro carteiras existentes: imobiliário, consignado, empresas e cartão de crédito.

Em encontro anual com investidores realizado na semana passada, o Inter entregou seus principais planos para 2022.

Com isso, pedimos ao analista de ações Rafael Ragazi para selecionar quatro destaques que sustentam a sua tese de investimentos em BIDI11. Confira:

1. Expansão internacional

O Inter está presente nos Estados Unidos desde agosto, após adquirir a fintech Usend, passando a possuir 300 mil clientes nos EUA. Entre as novidades divulgadas, o CEO do Inter, João Vitor Menin, afirmou que pretende alcançar pelo menos 1 milhão de clientes por lá em 2022 e até 2025 as operações do exterior serão provavelmente responsáveis por 50 por cento das receitas do Inter.

Falando em internacionalização, a companhia também reforçou que está confiante em relação à conclusão de sua reorganização societária e migração de sua base acionária para a Nasdaq em 2022. É possível que no primeiro trimestre do próximo ano a empresa entregue algo relacionado ao tema.

Postado originalmente por: Nord Research