Blog Passado Esportivo

Desista! O eterno moleque é um caso perdido!

Postado em 11/08/2019 22:31

Por Hugo Serelo

Em mais um episódio deplorável de sua ridícula passagem pelo PSG, o “Menino Neymar” foi homenageado com um cântico de “filho da p…” durante o jogo de hoje, contra o Nines no campeonato francês.

Torcedores que ajudaram a bancar a contratação mais cara do planeta já se cansaram de fazer papel de trouxa para um atleta sem compromisso.

Com a infantilidade que lhe é peculiar, Neymar tenta forçar sua saída do clube francês sem se importar com o investimento quase bilionário que seus atuais patrôes fizeram para bancá-lo.

Pachecos

Ver o educado povo francês perder a paciência e ofender o seu principal atleta é mais uma prova de que Neymar é um mau elemento.

Outros sinais foram dados no Santos, no Barcelona e até no próprio PSG, mas o bojo da imprensa esportiva brasileira sempre preferiu passar a mão na cabeça do nosso Mininuney.

E não importa se seus atos eram de falta de educação, de indisciplina, de crimes fiscais, de molecagem. Algum Pacheco do microfonone sempre tinha uma desculpa para passar pano para Neymar.

Mimaram demais.

Colocaram muito açúcar no Toddy da criança.

Eis o resultado: brotou uma sementinha do Mal.

Os verdadeiros parças de Neymar são os comentaristas esportivos que se recusaram a enxergar o óbvio: Neymar precisava de correções urgentes.

Brasil

Na Seleção, ele nunca tomou uma dura. Tite deu carta branca para os privilégios de Neymar na Copa da Rússia. Os hotéis infestados de parças e familiares. Regalias exclusivas.

O Menino tem de estar feliz para resolver dentro de campo“, diziam os Pachecos. Não resolveu. 

Neymar saiu de 2018 como o atleta mais ridicularizado da história das Copas.

Um palhaço trapaceiro que atraiu ódio do grande público e fez boa parte do mundo torcer contra a Seleção Brasileira pela primeira vez na história.

Caso Perdido

Neymar deveria ser corrigido no começo. Obrigá-lo a servir ao Tiro de Guerra e aprender disciplina? Ser internado na FEBEM? Não sabemos.

Mas agora é tarde demais. O mundo aprendeu a odiar o atleta mais prepotente do atual futebol.

Neymar é um caso perdido.

Hugo Oliveira Pegoraro Serelo, 32 anos, é repórter policial, pesquisador esportivo e apresentador de TV e rádio. Nasceu em Andradas-MG e mora em Divinópolis-MG. Torce pro Rio Branco de Andradas e tem uma leve simpatia pelo Cruzeiro Esporte Clube.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Hugo Serelo

Hugo Oliveira Serelo, 32 anos, pesquisador esportivo, repórter policial e radialista. Nasceu em Andradas-MG e mora em Divinópolis-MG. Torce pro Rio Branco de Andradas e tem uma leve simpatia pelo Cruzeiro Esporte Clube.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com