Publicidade

Blog Meu Amar

Autoestima, o primeiro passo para superar a violência doméstica

Postado em 09/08/2020 8:00

Se você pudesse olhar para o seu interior, seria capaz de perceber quais os padrões e hábitos que estão afetando negativamente sua autoestima e se é capaz de perceber que a partir de algumas maneiras muito simples você são se torna com competência suficiente para romper um circulo vicioso, sendo capaz de transformá-los em comportamentos positivos.

Assim se torna apto ao entendimento de como mudar sua autoestima e consequentemente mudar a forma como você percebe sua imagem, sua autoimagem trazendo resultados incríveis para a sua vida. No entanto antes de qualquer movimento faz-se necessário saber o que significa AUTOESTIMA. Autoestima é a soma de dois componentes; o sentimento de competência pessoal, que é a autoconfiança, e o sentimento de valor pessoal que é o autorrespeito.

Sendo assim, podemos dizer que autoestima é igual autoconfiança mais autorrespeito. Ter uma autoestima positiva é fundamental para uma vida satisfatória. A baixa autoestima pode resultar em diversos problemas como a ansiedade, o medo de intimidade, o medo do sucesso, a depressão, o abuso de álcool e drogas e até mesmo a imaturidade emocional.

 Ter uma autoestima baixa é sentir-se inadequado á vida e muitas pessoas sofrem com o sentimento de insegurança, com uma sensação de não ser bom o bastante e nem sempre esses sentimentos são reconhecidos pela própria pessoa. Nem sempre eles são reconhecidos e admitidos de imediato, mas eles existem. Fica então uma questão muito importante que é:

 Porque é tão importante desenvolver a autoestima?

A resposta é:

Quando trabalhamos para desenvolver nossa autoestima, expandimos a nossa capacidade de ser feliz, isso porque lidamos com a certeza de que somos merecedores de felicidade e de que estamos aptos para enfrentar a vida e que vamos conseguir enfrentar a vida com confiança e isso nos ajudará a atingirmos as nossas metas e mais que isso, seremos capazes de sentirmos realizados.

Quanto maior nossa autoestima maior a probabilidade de sermos criativos no trabalho, de sermos mais ambiciosos, não só na carreira profissional, mas em tudo que esperamos vivenciar no dia-a-dia e no quanto que estaremos inclinados a tratar o outro com respeito, uma vez que o autorrespeito é a base do respeito pelo outro.

A autoestima é antes de qualquer coisa o que eu penso sobre mim e não o que o outro pensa sobre mim.

“SE NÃO AMAS A TI MESMO, QUEM TE AMARÁ”.

Sonia Maria de Lacerda – Psicóloga Cognitiva Comportamental

 

 

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Leo Lasmar
Blog é para falar deste projeto de apoio as mulheres vitimas de violência.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!