Covardes X Dudamel - Portal MPA

Publicidade

Blog do Gu Freitas

Covardes X Dudamel

Postado em 04/02/2020 12:00

Xenofobia – desconfiança, temor ou antipatia por pessoas estranhas ao meio daquele que as ajuíza, ou pelo que é incomum ou vem de fora do país;

“Sem nenhuma xenofobia, mas Dudamel por ser venezuelano…”

Foi assim que começou uma das várias críticas a Rafael Dudamel após mais um empate do Atlético no campeonato mineiro de 2020.

Advertisement

Façamos uma reflexão: quando lemos ou escutamos uma análise assim, “não é por ele ser brasileiro, mas…?”

Jamais. Lembrando que nunca antes na história deste país, tivemos treinadores tupiniquins tão em ‘xeque’ por seus patéticos trabalhos. Um após o outro passam vergonha com futebol fraco e sem criatividade. Aqui a inovação pelo que parece, é fazer o lateral mandar a pelota diretamente na área.

As críticas a Dudamel são sem fundamento, ridículas e indubitavelmente precoces. Minha opinião.

Partimos do princípio de que na democracia todos nós temos o direito de expressar opiniões, e que os outros têm a obrigação de aceitá-las. Compreendo quando a crítica vem do campo e bola e apenas isso.

Escutei em entrevistas coletivas perguntas sobre: “qual o seu critério de escalação?”. “O futebol brasileiro é diferente do venezuelano. Assim como os países também são.” Essa foi a análise de algum gênio por aí. Mais óbvia impossível. E pasmem, li também que ele deveria ser mais humilde, porque em seu país se entende de petróleo, beisebol e de miss universo. 

Não tem nada mais imbecil do que analisar uma pessoa pela origem de onde ela veio. Patético, mesquinho e covarde quem faz isso. Então Dudamel não entende de futebol porque em seu país tem outros esportes? Ele não entende de tática futebolística porque em seu país já tiveram grandes modelos que se consagraram misses?

São argumentos xenofóbicos, que tentam menosprezar a capacidade de um profissional, apenas por ele não ter nascido no país onde supostamente e erradamente, entendemos mais de futebol.

Se Dudamel dará certo ou não no Atlético, só o tempo dirá, mas que o fato dele ser venezuelano não terá nada haver com isso, isso é uma enorme certeza, xenofóbicos!

Lembrem-se sempre: “A origem não limita. O preconceito sim!”

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Gu Freitas

Publicitário e Especialista em Políticas Públicas. Amante da música, dos animais, do esporte, e principalmente, do futebol. Conversador de futebol na Minas FM e TV Candidés.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade