Publicidade

Blog do Gu Freitas

BLOG DO GU FREITAS – Cruzeiro: o dueto do fracasso

Postado em 21/02/2020 7:00

Na noite desta quinta-feira, 20/02, o Cruzeiro protagonizou mais uma partida que me faltam palavras para descrever o quão ruim foi, mas há quem diga que “temos que ter paciência”. Desta vez foi derrotado por 2×0.

Paciência e futebol, são palavras que jamais caminharão juntas quando o campo não corresponde minimamente as expectativas do torcedor.

O Cruzeiro é um amontoado de jogadores sem padrão de jogo e esquema tático. Qual o modelo de jogo da raposa? Qual o conceito de jogo? Com a bola se faz o quê? E sem ela?

Perguntas que nem o maior estudioso do futebol saberá responder, mas volto a repetir: há quem diga que por ser ano atípico, tem que ter paciência.

A dupla

Talvez possamos explicar o momento do campo com a dupla Bolicenho/Batista. Os BB’s do Cruzeiro.

Ocimar Bolicenho, Diretor de futebol. O responsável por contratar os atletas e indicar possíveis bons jogadores ao clube. O homem responsável diretamente por quem defende as cores celestes.

Bolicenho, dirigente que estava no Londrina, clube que acabou rebaixado à Série C do Brasileiro ano passado.

Não preciso dizer mais nada do primeiro da dupla. Responsável diretamente de um rebaixamento da B para a C do Londrina. Belo currículo.

Adilson Batista, treinador, também responsável por indicar atletas, mas o seu trabalho mesmo é no campo, comandando os atletas e treinando esquemas para vencer seus adversários. Opa, temos um problema nessa parte dos treinamentos.

O Cruzeiro está involuindo, regredindo e mais, está perdendo a chance de aprimorar seus garotos e ver quem realmente pode contar na reconstrução e contar para o ano que vem também.

Adilson Batista, vice-campeão da Libertadores com a raposa. Inegavelmente apaixonado pelo clube, mas inegavelmente um treinador que não vingou. Depois de deixar o Cruzeiro 11 anos atrás, foram só trabalhos ruins e questionáveis. Rebaixamentos também fazem parte do seu currículo.

Reconstrução

Não se reformula ou reconstrói um clube do tamanho do Cruzeiro com uma dupla que já se provou incapaz. Quem está comandando o Cruzeiro entende de finanças e administração, mas de campo e bola, aparentemente não entendem nada.

Será um ano complicado, ainda mais quando se tem uma dupla que deu aval para Roberson ser o responsável por marcar gols na temporada.

Publicidade
Veja também
Publicidade

Noticias relevantes:

<
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Gu Freitas

Publicitário e Especialista em Políticas Públicas. Amante da música, dos animais, do esporte, e principalmente, do futebol. Conversador de futebol na Minas FM e TV Candidés.

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
error: Este conteúdo é protegido!