Blog do Leo Lasmar

Blog do Leo Lasmar – O novo ou velho Campeonato Mineiro??

Postado em 30/10/2019 12:34

A vontade dos três grandes clubes do Módulo I do Campeonato Mineiro 2020 – América, Atlético e Cruzeiro – prevaleceu. Em reunião na Federação Mineira de Futebol, na tarde desta terça-feira, foi elaborado o arbitral da competição. As quartas de final, fase implantada nos dois últimos anos, sairá de cena. Agora, os times classificados para o mata-mata após as 11 rodadas da primeira fase irão direto para a semifinal, em jogos de ida e volta (assim como a finalíssima).

Serão 15 datas destinadas à competição. A abertura será no dia 22 de janeiro, e a finalíssima está marcada para 26 de abril. No fim de semana de Carnaval não haverá rodada. O regulamento prevê que um jogador pode defender apenas uma equipe durante a competição. As propostas para limite de inscrição de jogadores (seriam 35 atletas por time) e para a troca de treinadores foram rejeitadas

A nova fórmula é, na verdade, bem conhecida. Ela imperou no Estadual de Minas Gerais neste milênio, até 2017, quando as quartas de final em jogo único foi implementada. Este confronto adicional, que possibilitava oito dos 12 clubes participantes de sobreviverem, já havia sido colocado em prática em 2009 e 2010.

As decisões do arbitral partem dos participantes do Mineiro, com cada clube tendo peso diferente de voto. O Cruzeiro, campeão em 2019, tinha peso 12, e o Uberlândia, vice do Módulo II, tinha peso 1. Assim, juntos, Raposa, Galo e Coelho não poderiam somente eles darem as cartas nas negociações. Era preciso que um time do interior com peso de pelo menos seis votassem a favor. O Villa Nova, por meio de seu presidente Márcio Botelho, questionou a validade jurídica deste critério de votação e quer removê-lo em 2021.

Os participantes do Módulo I 2020 são: América, Atletico, Cruzeiro, Boa Esporte, Caldense, Coimbra, Patrocinense, Tombense, Tupynambás, Uberlândia, URT e Villa Nova. O Coimbra, campeão do Módulo II, e o Uberlândia, vice, são os novatos da próxima edição do campeonato.

Vai ter VAR

Adotado no campeonato de 2019, o VAR será mantido na edição de 2020. Mais uma vez, ele será utilizado a partir das semifinais. A FMF voltará a custear o sistema de checagem das decisões do campo, com cada partida tendo preço de R$ 40 mil para a Federação.

Troféu Inconfidência e Recopa

Uma das novidades em 2020 será a Recopa, que acontecerá após o Campeonato Mineiro. Ela será disputada pelo melhor classificado geral do interior contra o vencedor de um novo torneio: o Troféu Inconfidência, que terá participação do quinto ao oitavo colocado da primeira fase do Estadual.

O Troféu Inconfidência terá semifinal e final, com jogos de ida e volta, e será disputado no mesmo período das fases finais do Mineiro. A Recopa também terá partidas de ida e volta, sendo disputada logo após o Estadual. Caso os considerados “times grandes”, da capital, fiquem na parte intermediária da tabela, serão obrigados a disputar o novo troféu criado.

O vencedor do Troféu Inconfidência poderá ganhar uma vaga na Copa do Brasil 2020, caso Minas Gerais herde uma quinta vaga da CBF.

Novato no Horto

Conforme foi noticiado na reunião prévia ao Arbitral, realizada semana passada no Mineirão, o Coimbra mandará os jogos no Independência. Campeão do Módulo II, o time que tem sua base em Contagem-MG subiu para a elite do Mineiro. Caçula das 12 equipes, ela pretende jogar no Horto nos sábados ou segundas, para evitar desgaste do campo que também será usado por Atlético-MG e América-MG.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Autor do blog: Leo Lasmar

No blog do Leo Lasmar você ficará por dentro do que está acontecendo no futebol brasileiro e do mundo, principalmente dos times mineiros: Atlético e Cruzeiro, sem esquecer, claro, do nosso Guarani de Divinópolis.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com