A culpa é da caçamba

Postado em 02/05/2019 10:42

Já perceberam como existem pessoas que vivem buscando justificativas para tudo aquilo que não sai de acordo com o esperado? Estes indivíduos possuem grande dificuldade para assumir suas falhas e vivem buscando desculpas ou procurando culpados para tentar explicar o seu infortuno. O mundo moderno cobra, de nós, algo inatingível – a perfeição. Diante dessa exigência, admitir um problema soa, equivocadamente, como o reconhecimento do fracasso e ninguém deseja transmitir a imagem de alguém que fracassou.

Vivemos em uma sociedade onde todos enfrentam seus problemas, seus desafios, mas é preciso camuflá-los, mostrar que tudo está bem, transmitir a imagem do sucesso, onde mais do que ter, é preciso mostrar que temos. Ao acessarmos as redes sociais parece-nos que todos os problemas acabaram. Todos sorrindo, fazendo festas, tirando selfies, ou mostrando os problemas – dos outros.

Esse mundo irreal transmite-nos a falsa sensação que somente nós temos problemas e isso nos afeta. Sentimentos de tristeza, de frustração, de vergonha, de fracasso nos perturbam e assim, muitos de nós desenvolvemos a capacidade de buscarmos justificativas para tudo.                Para tal, possuímos uma lista de opções para despejarmos as culpas: culpamos os governos, as leis, os professores, os políticos, os policiais, os amigos, os traficantes, a caçamba, culpamos o outro, ou seja, tudo, menos admitimos nossas falhas.

Quando cito que devemos admitir nossas falhas, não significa nos culparmos pelos problemas que enfrentamos. Falhar é humano e quer admitamos ou não, a verdade é que acertamos e falhamos diariamente e muitas de nossas falhas são cometidas com um único objetivo: acertar. O problema é que nem sempre acontece de acordo com aquilo que imaginamos.

Assumir as nossas responsabilidades não é sinal de fraqueza, pelo contrário, é uma demonstração de coragem e personalidade, diferente daqueles que não possuem segurança para se posicionar. Estes preferem culpar os outros ou vivem buscando justificativas para tudo. Também não podemos nos enganar. Só somos responsáveis pelos nossos comportamentos e atitudes. As nossas falhas são nossas, as do outro são deles e não devemos abraçar responsabilidades que não são nossas. Não devemos nos culpar por aquilo que o outro faz de errado, mesmo que esse outro sejam nosso filho.

Se por um lado devemos assumir nossos atos com tranquilidade, por outro lado, e existe o outro lado, não há nenhum problema em nos darmos crédito quando acertamos. Existe um antigo ditado que diz: “faça o bem e fale a respeito”, ou seja, faça propaganda de si mesmo, porém sem exagero, pois é desnecessário tornar-se arrogante ou vangloriar-se de um feito.

Também existem momentos em que realizamos algo em conjunto, em grupos ou equipes e nesses momentos, quando existir sucesso fomos nós, quando falhar, falhamos nós.Assumir responsabilidades com tranquilidade não é sinal de fracasso, pelo contrário, nos fortalece e traz leveza a nossa existência.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com