Na raça e no peito, ou então, de qualquer jeito – Coluna de Dênis Constante no Blog do Cruzeirense

Postado em 04/10/2018 17:39

É hoje, o duelo que o torcedor mais esperava acontecer com ingredientes que só um clássico dessa grandeza pode oferecer: Cruzeiro e Boca Juniors.

Sempre que vemos um encontro desse porte em fases eliminatórias, imaginamos que poderia ser a final do campeonato.

Não diferente hoje, temos pela frente uma verdadeira decisão, isso não quer dizer que o classificado do confronto é o favorito entre os semi finalista. Não! É uma decisão pelo caráter de desafio que se torno o jogou de hoje após a expulsão injusta do zagueiro Dedé no primeiro jogo.

Esse fato assombrou o continente, transformou um incidente de jogo em agressão. O agredido foi condenado como agressor: após a trágica interpretação do árbitro da partida, em considerar como agressão intencional de Dedé no goleiro argentino, toda a instituição Cruzeiro foi agredida, estenda-se dos jogadores, comissão técnica, diretoria e torcida e por que a todo o futebol brasileiro.

Infelizmente, foi a decisão desmedida do árbitro que agrediu a todos! E hoje então em campo teremos Cruzeiro X Boca Juniors e fora dele, no universo da justiça, seja ela burocrática ou não, a decisão soberana do destino. Essa implacável e tempestiva deixa apenas ao eliminado a lamentação e ao vencedor o caminho a se percorrer!

 

Na raça e no peito, ou então, de qualquer jeito - Coluna de Dênis Constante no Blog do Cruzeirense

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Real Time Web Analytics