Fiéis usam sombrinhas dentro da igreja para protestar

Postado em 13/02/2018 9:44

Em dias de chuva, sair de casa para ir à missa pode significar se molhar em Matias Cardoso, no Norte de Minas. Isso porque, mesmo após uma obra, o telhado da Igreja Matriz de Nossa Senhora Imaculada Conceição está repleto de goteiras, e os fiéis chegaram a participar de uma celebração debaixo de sombrinhas como forma de protesto. 

Segundo o padre Daniel Cordeiro Martins, a maior parte das goteiras está na parede. As obras feitas no telhado do templo foram patrocinadas pelo Estado e supervisionadas pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha). Martins informou que o telhado da igreja começou a ser trocado em dezembro de 2016. A obra finalizou em maio de 2017.

A obra foi orçada em R$ 726 mil, de acordo com o Iepha. Mas, segundo o padre, antes da obra no telhado, o problema se agravou. “Antigamente, antes da reforma, esse problema acontecia. Agora, por incrível que pareça, o volume de água que entra para dentro da igreja é maior”, acentuou. O religioso acredita que o problema não seja tão difícil de resolver, já que as telhas são novas e as madeiras.

Igreja muito antiga

Construção. De acordo com o Iphan, a Igreja Matriz de Nossa Senhora Imaculada Conceição foi construída entre 1670 e 1672 e é uma das mais antigas do Estado. A edificação, ainda conforme o órgão, é considerada uma das mais belas construções religiosas do Estado. A igreja foi tombada pelo Iphan em 19 de fevereiro de 1954.

Documento. O pároco da igreja, Daniel Martins, considera que a igreja é a mais antiga do Estado. Ele informou que o primeiro documento é de 1670. 

 

Fonte: otempo 

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: