Após cirurgia, vagina da paciente ‘morde’ o pênis do companheiro – Entenda

Postado em 20/03/2017 15:01

Na tentativa de melhorar a autoestima e sua vida sexual, uma inglesa de 50 anos, Theresa Bartram resolveu se submeter a uma cirurgia. A mulher que lutava contra incontinência urinária chegou a ficar sete anos sem sexo. No início, o procedimento resolveu os seus problemas, até uma situação bizarra acontecer entre ela e o companheiro.

Em 2009, a inglesa recebeu uma tela (ou malha) plástica maleável na vagina que tem a função de evitar vazamentos de urina. A intervenção cirúrgica permitiu que Theresa voltasse a se relacionar sexualmente e por dois anos ela viveu suas experiências plenamente.

Porém, segundo contou à reportagem do “The Sun”, nesta segunda-feira (20), após este período a vagina dela “mordeu” o pênis do parceiro que começou a sangrar. “Foi como se ela tivesse ficado com dentes”, relatou. Depois disso, o relacionamento acabou e Theresa voltou a ficar sem sexo.

Causas e consequências

Segundo a inglesa que lançou uma campanha pedindo a proibição da tela que recebeu – o método já foi proibido na Escócia e está sob avaliação em outros países -, em 2015 ela começou a ter vários problemas de saúde, perdeu peso e passou a exalar um mau cheiro pela vagina. Na época, na emergência de um hospital, foi necessário remover o dispositivo às pressas.

“A tela havia ficado como se tivesse dentes de uma lâmina. Primeiro encolheu, depois ficou rígida”, esclareceu. Segundo os médicos informaram a Theresa, a tela foi colocada em uma posição muito baixa, o que lhe ocasionou o problema e a “mordida” no pênis do companheiro. Agora, ela terá que conviver com a incontinência pelo resto da vida, esperando o surgimento de algum método seguro.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: