UPA em Divinópolis passa a atender somente casos de urgência e emergência; Veja a reportagem

Postado em 14/11/2017 15:26

Quem chegar na UPA e não for classificado como caso de urgência ou emergência vai voltar pra casa. A justificativa é que os 55 médicos funcionários da Santa Casa de Formiga, que é a atual administradora do local, estão sem receber há três meses, o que resulta numa dívida de mais ou menos 1 milhão e 800 mil reais.

A médica Ludmila Pizzigatti faz parte do comitê de ética e explicou que o motivo da readequação dos atendimentos é por causa do descumprimento de prazos da prefeitura de Divinópolis em relação ao repasse dos salários do corpo clínico à Santa Casa de Formiga.

Os 35 médicos contratados diretamente pela prefeitura estão recebendo normalmente. Segundo o corpo clínico, a justificativa do executivo de ainda não ter pagado os salários dos outros médicos foi porque o Governo Estadual não repassou a verba. Todos os outros funcionários, técnicos de enfermagem, enfermeiros, porteiros e faxineiros não foram atingidos, apenas os médicos contratados pela Santa Casa estão sem receber. Porém, todo o corpo clínico se solidarizou e passou a atender apenas casos classificados pelo Protocolo Manchester como vermelhos ou laranjas.

Hoje a upa está com 37 pessoas internadas e 160 pacientes de casos ortopédicos aguardando vaga em casa. Dos 400 atendimentos diários na unidade, cerca de 70% são casos considerados não urgentes. Para que os trabalhos voltem ao normal, só depende da prefeitura.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: