Promotoria volta atrás após questionamentos e afirma: apuração de irregularidades no Hospital São João de Deus continua.

Postado em 13/09/2017 8:06

A afirmação foi dita pela assessoria do Ministério Público de Minas Gerais nesta segunda-feira 11. A assessoria ainda enfatizou que o promotor responsável pelo caso Gilmar Assis virá a Divinópolis para uma coletiva assim que as investigações forem finalizadas. Porém o órgão não precisou uma data para que os trabalhos sejam encerrados.

A resposta do Ministério Público foi dada após o jornalismo do Sistema MPA de Comunicação cobrar um posicionamento sobre várias perguntas enviadas para assessoria no dia 28 de agosto. Após a própria assessoria ter permitido o envio dos questionamentos.

Os questionamentos feitos pelo jornalismo do Sistema MPA cobram da promotoria esclarecimentos sobre a apuração de irregularidades no Hospital São João de Deus.

Veja abaixo as perguntas:

Desde o mês de julho o jornalismo do Sistema MPA tem feito contato com a assessoria do Ministério Público em Belo Horizonte. O Promotor de Justiça Gilberto de Assis do Centro Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa da Saúde é hoje o responsável pelo acompanhamento das investigações. No dia 15 de agosto, a assessoria enviou um posicionamento alegando que o Ministério Público estaria à disposição da imprensa para falar sobre o assunto. Mas nesta semana a promotoria mudou o posicionamento.

Crise afastou setor privado

Desde o início da crise financeira o Hospital tem contado com apoio parlamentar e de entidades. Porém no ano passado a exclusão de duas instituições do Conselho Curador da Fundação Geraldo Corrêa pode ter sido um motivo para afastamento do setor privado. Na época a diretoria da AACO e do Sindicato dos Contabilistas contestaram os motivos do desligamento.

Foi apontado pelo Conselho Curador a falta de conhecimento de ambas as entidades na área da saúde. O fato segue ainda sem um esclarecimento. A falta de transparência pode ser o fator que tem feito à sociedade e o setor empresarial deixar de ser um parceiro do Hospital São João de Deus.

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
%d blogueiros gostam disto: