Catadores de material reciclado de Nova Serrana serão cadastrados

Postado em 19/04/2017 17:33

Reunião realizada entre os membros do projeto Minas Reciclando e representantes dos catadores de material reciclável. (Foto: Prefeitura de Nova Serrana)

As secretarias de Desenvolvimento Social e Meio Ambiente de Nova Serrana estão articulando o cadastramento dos catadores de material reciclável, uma das etapas do projeto Minas Reciclando Atitudes, Repensando o Futuro.

O projeto tem como objetivo a implantação dos serviços de coleta seletiva e a inclusão sócioprodutiva dos catadores de materiais recicláveis, além do fomento aos empreendimentos econômicos solidários atuantes, conforme estabelecido na lei 12.305/10 (Política Nacional de Resíduos Sólidos – PNRS).

Segundo uma das coordenadoras do projeto em Nova Serrana, Jassiara dos Santos Figueiredo, o projeto é destinado a cerca de 1.680 catadores dos 42 municípios participantes, dentre eles Nova Serrana. “Cerca de 70% dos catadores do Estado não estão organizados em cooperativas. A ideia é contribuir para que eles possam ser incluídos no processo produtivo de coleta seletiva. E, para os quase 30% que já estão organizados em associações e cooperativas, a ideia é fortalecer essas entidades”.

O projeto contribuirá também para conscientizar a população da necessidade da coleta seletiva por razões ambientais e de saúde pública. “Além de garantir a geração de renda para parte da população mais vulnerável das cidades, que pode obter ganhos de renda com materiais que são descartados nos lixões”, completa Jassiara.

Atualmente, em Nova Serrana, 90% dos catadores vivem da catação de maneira informal, isto é, não fazem parte de associação ou cooperativa e por esta razão, fazem a catação nas ruas. Jassiara explica os benefícios de uma associação. “Uma associação ou uma cooperativa é união voluntária de pessoas que se organizam para realizar objetivos comuns e é administrada democraticamente. Todos os associados ou cooperados têm os mesmos direitos e os mesmos deveres. Entre os benefícios, podemos citar a melhoria das condições de trabalho e da qualidade de vida; captação de recursos por meio de projetos; além da garantia de defesa dos direitos dos catadores”.

Inicialmente a equipe irá até os catadores para conhecê-los, saber como é a rotina da catação e quais são as demandas apresentadas pelos mesmos. Será um momento de escuta. Em seguida, a proposta de associação será apresentada.

As visitas começarão ainda no mês de abril, se estenderão até maio e serão realizadas por uma equipe da Secretaria de Desenvolvimento Social, composta por uma das técnicas responsáveis pela implantação do projeto, juntamente com dois assistentes sociais e um psicólogo.

Caso algum catador interessado no projeto não receba a visita neste período, pode entrar em contato com a secretaria de Desenvolvimento Social (3226-9059 – Jassiara) ou com a secretaria de Meio Ambiente (3226-9018 – Mírian).

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
%d blogueiros gostam disto: