Disputa por ponto de venda de drogas deixa quatro mortos, dois presos e um foragido

Postado em 20/04/2017 6:58

A disputa por pontos de venda de drogas na região do Barreiro, na capital, terminou com a morte de quatro pessoas, entre elas três irmãos, e com a prisão de outras duas.  Após investigação, a Polícia Civil de Minas Gerais indicou e prendeu Eduardo Caetano da Rocha Neto, de 18 anos, e Glaysson Moreira de Souza Soares de Paulo, de 21, pelo crime ocorrido na madrugada do dia 20 de outubro do ano passado, dentro de um apartamento, no bairro Vila Cemig, região do Barreiro, capital mineira.
Os três irmãos Rogério Soares Junior, de 25 anos, Thiago Ramon Ferreira Soares, de 31, e Diego Estefano Ferreira Soares, de 28, vítimas do crime, já tinham antecedentes criminais por homicídio, roubo e tráfico de drogas. A quarta vítima, Wesley Natividade Gonçalves, era proprietário do apartamento, local do homicídio, e não tinha qualquer envolvimento com a criminalidade.
Wesgleyds Moreira de Almeida (conhecido como Zelão), de 25 anos, continua foragido. Qualquer informação sobre a localização do suspeito pode ser comunicada à Policia Civil pelo telefone 197, ou pelo Dique Denúncia 181, de forma anônima. Outros dois adolescentes, de 15 e 16 anos, também teriam participado da ação criminosa. Um inquérito complementar foi instaurado para apurar a participação de mais duas pessoas, ainda não identificadas, na ação criminosa.

Cena do crime

Conforme contou o delegado que presidiu o inquérito policial Magno Machado, as vítimas estavam em casa assistindo um jogo de futebol quando os suspeitos, fortemente armados, invadiram o apartamento em que estava o grupo e efetuaram diversos disparos de arma de fogo. Thiago, com quem Wesgleyds havia discutido dias antes do crime, foi atingido por 26 disparos. Rogério ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. “As vítima eram oriundas de outro bairro, na região de Venda Nova e Betim, havendo interesse de vender drogas na região do Barreiro, fato que gerou o desentendimento com traficantes locais”, explicou Machado.

Eduardo Caetano da Rocha Neto, de 18 anos, e Glaysson Moreira de Souza Soares de Paulo, de 21, indiciados pelo crime

Wesgleyds Moreira de Almeida (conhecido como Zelão), de 25 anos, continua foragido. Qualquer informação sobre a localização do suspeito pode ser comunicada à Policia Civil pelo telefone 197, ou pelo Dique Denúncia 181

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: