Mano Menezes lamenta tragédia, mas acredita ser importante disputar última rodada

Postado em 01/12/2016 17:50

Para muita gente o ano do futebol brasileiro acabou. Dirigentes, atletas e torcedores concordam que a tragédia envolvendo com o avião da Chapecoense não deixou clima para o restante da temporada. O técnico Mano Menezes também concorda com isso, entretanto, acredita que questões maiores não deixam o torneio nacional acabar antes da última rodada, agendada para o domingo 11 de dezembro.

“Existem maneiras diferentes de manifestar a tristeza, a gente respeita todas. As opiniões também. Mas também sabemos que existem compromissos, mesmo nessa hora dolorosa. Ainda tem uma rodada. Não é questão de querer ou não querer. Envolvem questões para os próximos campeonatos, rebaixamentos, vagas. Embora respeite toda a dor, lá na frente, nós vamos continuar. A rodada será disputada nesse clima de tristeza, mas nós teremos que cumprir nossos compromissos e a rodada deve ser jogada dia 11”, destacou.

O treinador cruzeirense lamentou bastante a tragédia e a perda de amigos e colegas de profissão. “É a primeira vez que a gente fala oficialmente sobre isso. Foi muito duro pra todos nós. Uma tragédia que atingiu todos os segmentos que envolvem o futebol brasileiro. A gente está sem chão. É inevitável voltar e lembrar momentos que se passaram. O mais importante nessa hora é rezar, respeitar as pessoas que ficaram imensamente mais que a gente. Eles perderam familiares e nós colegas de profissão e amigos. Realmente foi muito duro”.

Para Mano Menezes, é em momentos assim que o futebol mostra sua capacidade de união.

“O futebol já é, em número de países filiados, maior que a ONU, há muito tempo. Mas, em determinados momentos, não só em tragédias como essa, deve aproveitar pra mostrar sua capacidade de união, a busca por algo maior. Para que as pessoas entendam que um campo de futebol não é só um lugar onde dois times disputam um jogo. Nessas horas, as reflexões se voltam bastante pra isso, e pode servir para uma melhora, infelizmente num caso trágico com esse”, finalizou.

 

 

Fonte: ESPN.com

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
%d blogueiros gostam disto: