Justiça nega rescisão de contrato a Riascos no Cruzeiro

Postado em 06/12/2016 17:55

O Cruzeiro conquistou uma vitória no TST (Tribunal Superior do Trabalho), em Brasília, contra o atacante colombiano Riascos. Em decisão emitida nesta terça-feira pelo ministro Barros Levenhagen, relator do caso, o centroavante teve sua rescisão de contrato negada pela corte.

Riascos foi afastado pela diretoria celeste após criticar publicamente o time mineiro após a derrota por 2 a 0 para o Fluminense, no dia 17 de julho, pelo Campeonato Brasileiro.

“Não está normal, não estou feliz por tudo isso que está acontecendo. Temos que procurar uma solução, não podem tirar minha felicidade para vir jogar nesta m… aqui”, disse o matador, na ocasião, em entrevista à Rádio Itatiaia.

Desde então, o estrangeiro tenta se livrar na Justiça de seu vínculo com o Cruzeiro para tentar acertar com outro clube do Brasil ou do exterior, alegando que “mantém-se atrelado contra a própria vontade ao antigo empregador, sem estar preservada sua liberdade constitucionalmente garantida”.

Em setembro, ele até chegou a vencer no TRT-MG (Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais) e teve a rescisão publicada pela CBF, mas o Cruzeiro contestou.

A “Raposa”, por sua vez, alega que o colombiano, que não comparece ao clube de Belo Horizonte desde o episódio, abandonou o trabalho. Ele está no momento em seu país natal ao lado de familiares e amigos, mas deveria estar comparecendo para treinar no Cruzeiro.

Riascos, aliás, argumenta que não retornou ao Brasil por se sentir ameaçado pela torcida.

 

 

Fonte: ESPN.com

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
%d blogueiros gostam disto: