Grêmio encerra jejum de 15 anos e vira o maior campeão da Copa do Brasil

Postado em 07/12/2016 23:39

A Copa do Brasil de 2016 é azul, preta e branca.

Frente a mais de 55 mil pessoas na Arena, o Grêmio sagrou-se campeão do torneio mata-mata nacional pela quinta vez na noite desta quarta-feira. O fim da espera de 15 anos pela conquista de um campeonato de peso terminou depois do clube empatar com o Atlético por 1 a 1 em Porto Alegre.

Uma taça para coroar uma equipe com menos pompa e estrelas do que o rival, mas que encaminhou a taça no campo adversário, ao vencer o jogo de ida por 3 a 1 há duas semanas, em Belo Horizonte.

O troféu de 2016 ainda faz com que o clube gaúcho se isole como a equipe que mais conquistou a Copa do Brasil. As quatro taças anteriores vieram em 1989, 1994, 1997 e 2001 – o primeiro ano do século estava marcado como a última temporada com uma conquista de ponta da equipe. Renato Gaúcho e companhia, portanto, passaram o Cruzeiro, que tem quatro taças: 1993, 1996, 2000 e 2003.

Fora isso, o pentacampeonato gremista do torneio, aliada com uma possível manutenção do oitavo lugar no Campeonato Brasileiro, pode render ao clube gaúcho a liderança do ranking da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). Desta forma, ele lideraria com 15.078 pontos. Caso fique em sétimo na Série A, aparecerá na ponta com 15.118. No último ranking, o Grêmio ficou na segunda posição, com 14.210 pontos.

No jogo da taça, o time gremista foi sólido na marcação e não deixou o Atlético criar uma chance perigosa contra a meta defendida por Marcelo Grohe. A proposta de recuperar a bola e buscar as saídas rápidas, aliada à estabilidade, funcionou de maneira eficiente na maior parte do tempo e foi coroada com um gol no fim de Bolaños. Ainda teve tempo de Cazares fazer um gol antológico antes do meio de campo. Insuficiente, porém, para estragar a festa gremista.

O jogo desta quarta foi precedido por homenagens às vítimas do acidente áereo que levava a delegação da Chapecoenses, convidados e jornalistas para Medellín, na Colômbia. Nas abarrotadas arquibancadas, faixas e gritos de “Vamos, vamo Chape!”. Dentro de campo, o minuto de silêncio teve a presença dos times titulares, da arbitragem e de alguns jornalistas. O momento contagiou. Torcedores se emocionaram e jogadores, como o goleiro Victor, também.

 

Ouça os gols da partida na voz de Taylor de Freitas:

 

 

 

 

Fonte: ESPN.com

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: