Clássico movimentou o esporte divinopolitano no Feriado da Independência

Postado em 09/09/2017 8:06

O Guarani e Flamengo se enfrentaram ao longo do dia 7 de setembro, feriado do Dia da Pátria e levou um grande público ao estádio Mendes Mourão. O Bugre levou a melhor na soma geral, foram três vitórias e três empates, mas nesta altura de uma fase de classificação, em uma competição regional, o desempenho das equipes é o melhor resultado.

Como já se tornou tradição na cidade, o principal alvo das equipes é o Campeonato Mineiro da Imef, assim utilizam as competições locais e regionais como laboratório na formação das equipes e assim criar o grupo competitivo. Neste intuito o resultado final do jogo é avaliado pela comissão técnica e analisado o desempenho dos atletas, neste caso, por ser um jogo entre rivais, cabe também o comportamento de cada jogador.

O fato de os treinadores e jogadores se conhecerem, os métodos, as jogadas e muitos já terem vestido a camisa dos dois clubes, aumenta a rivalidade, muda a maneira de jogar e se torna um elemento essencial para se descobrir a capacidade de cada jogador. Os clássicos são importantes na formação de equipe e crescimento individual.

Infelizmente a torcida não consegue compreender o plano de ação de uma equipe formadora, pensa no jogo, no momento, na vitória. Como os presentes jogos de categoria de base normalmente pessoas intimamente ligadas ao atleta, no caso, pais, parentes e amigos, muitas vezes há exageros. É necessário a compreensão que hoje estão de lados opostos, na próxima competição, poderão estar juntos, não existe nada definido na carreira deles, nem mesmo quando adultos.

Na categoria sub 17, onde os atletas tem toral compreensão tática e técnica, a equipe do Guarani fez novamente um bom jogo, foi completamente lúcida todo o tempo, cumpriu aquilo que foi planejado antes da partida e poderia ter ousado um pouco mais, as vezes pelo fato de conhecer o adversário, ser conhecido, evitou-se erros a ponto de não tentar as jogadas mais complexas. Venceu o jogo e comemora o resultado, pois entende-se que venceu um adversário difícil.

Pelo lado do Flamengo o time recuou diante do Guarani. Errou na marcação, tomou o gol de cabeça em cobrança de escanteio. O golpe foi sentido, o time se fechou na tentativa de evitar novos erros. Uma atitude normal diante de um clássico, mas deve ser o foco de trabalho da semana. O Rubro Negro poderia ter empatado, vencido, mas perdeu chances e outras deixou de criar. Ainda contou com o goleiro Pedro que fez ótimas defesas. Apesar do resultado, o Flamengo mostrou que em pouco tempo de trabalho já tem elenco, consegue jogar e falta equilíbrio, isso se conquista com o tempo, pois não se pode também atacar sem responsabilidade.

Na visão geral foi um grande clássico, há ferramentas para se trabalhar, há campo para crescer, há possibilidades e desafios. O campeonato apenas fase de classificação, a Imef é o objetivo dos dois times, não se perdeu ou ganhou. Se jogou, soma-se conhecimentos. Que todos os torcedores possam trabalhar na condução de uma energia positiva para as duas equipes, somente assim a vitória terá o sabor especial, lá no final do ano, com sabor de um trabalho bem feito.

Resultados:

Sub 9 – Guarani 03 x 01 Flamengo

Sub 10 – Guarani 02 x 02 Flamengo

Sub 11 – Guarani 01 x 00 Flamengo

Sub 12 -Guarani 01 x 01 Flamengo

Sub 17 – Guarani 01 x 00 Flamengo

Sub 15 – Guarani 01 x 01 Flamengo.⁠  

Veja também
Comentários *Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. comentarios
Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
%d blogueiros gostam disto: